Interseccionalidade Ambiental e a Importância pro Futuro Sustentável

interseccionalidade ambiental: um conceito importante para o futuro sustentável!

Nos anos 70, a conversa sobre proteção do meio ambiente começou a ganhar força diante de movimentos liberais mundo afora, mas o temasustentabilidade ainda era visto como um problema do futuro. Hoje, já é possível entender que nossas escolhas e estilo de vida impactam diretamente o planeta terra, né amiga? Mas...e se, esses impactos atingissem diferentes grupos de pessoas de forma distinta?

No mundo acadêmico, fala-se do termo de interseccionalidade ambiental.  Complicou, né? Te ajudamos! Depois de muitos estudos, ficou claro que grupos específicos são afetados de formas diferentes pela mesma crise climática. É por esse motivo que precisamos falar sobre justiça climática.

A Justiça Climática endereça que não devemos apenas lutar pelo planeta, mas também por todas as pessoas que estão sendo mais impactadas com as mudanças do clima. Então, parte da luta é diminuir a desigualdade social existente.

Você já percebeu que um mesmo contexto pode ser composto por diferentes camadas? Por exemplo, quando analisamos a disparidade salarial entre homens e mulheres no Brasil, vemos que existe uma desigualdade entre os gêneros, mas essa desigualdade é ainda maior quando comparamos o salário de homens brancos e mulheres negras.

Ao olhar para os problemas ambientais, isso também acontece. As pessoas mais afetadas pela crise climática são aquelas vivendo em condições de vulnerabilidade. A crise climática não está apenas trazendo danos para a sociedade, mas para uma parcela *específica* da sociedade com maior intensidade. Amiga, tá confusa? Calma que a gente trouxe alguns dados para tangibilizar:

  • Segundo aOMS, o maior índice de mortes pela poluição do ar, é das pessoas mais pobres.
  • As regiões periféricas têm o pior índice de tratamento de esgoto no Brasil(Instituto Trata Brasil)
  • As comunidades indígenas e os pequenos agricultores são os primeiros a terem suas terras atingidas pelas queimadas

Mas quem está causando esses danos?

Se por um lado as comunidades vulneráveis estão sofrendo as maiores consequências da crise climática, os mais privilegiados são os maiores responsáveis pela situação em que nos encontramos. O Relatório do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) - órgão de maior autoridade do mundo em ciência do clima - publicado na última semana, comprova que o motivo por trás do aquecimento global é a emissão de gases de efeito estufa causada pelos homens.. Ou seja, somos nós os únicos responsáveis pelo futuro do planeta!

Segundo levantamentodo Fiquem Sabendo, as regiões mais nobres de São Paulo produzem em média 489kg de lixo domiciliar por ano, enquanto as regiões periféricas produzem 216kg, ou seja, menos da metade. Essa disparidade não se dá só no Brasil: o 1% mais rico da população mundial emite o dobro de gases do efeito estufa que a metade mais pobre do planeta (Oxfam).

A solução

Amiga, ainda não existe receita de bolo que resolva esse problema da noite pro dia (seria tão bom, né?) mas existem algumas ações importantes para lutarmos pela justiça climática:

Reconhecer o problema

Agora você já sabe que os grupos mais vulneráveis sofrem as maiores consequências, certo? Então, sempre que houver um problema relacionado à crise climática, busque dados sobre quem foram os mais impactados diante disso e como ajudá-los!

Escute quem nem sempre tem voz!

Para lutarmos pela justiça climática, precisamos aprender com quem passa por isso todos os dias. Muitas vezes, na intenção de ajudar, podemos acabar atrapalhando um movimento. Vamos entender nosso lugar de escuta e começar nosso apoio ao lado mais vulnerável dessa batalha por aqui?

Confie nas soluções a nível local

Mesmo que seja um problema de nível mundial, cada localidade é particular e tem suas características e limitações específicas. Por isso é tão importante investir nas soluções a nível local. De pouco em pouco chegamos lá viu?

Sim, amiga… muito importante entendermos como tudo está interligado e faz parte de um sistema maior do que imaginamos! Então na próxima vez que você, mulher do futuro, fizer uma escolha pelo bem do planeta, saiba que também estará impactando positivamente muitas pessoas!



últimos posts

Mas você sabe mesmo o que é feminilidade? | Pantys | pantys
Mas você sabe mesmo o que é feminilidade? | Pantys

feminilidade. Ser feminina. Ser mulher. Três conceitos que aparentemente são simples, mas que podem definir quem você é, como se apresenta ao mundo e quais planos fazem parte do seu futuro. 
ler mais >
COP26: cinco ativistas pra acompanhar após o evento | pantys
COP26: cinco ativistas pra acompanhar após o evento

ler mais >
dor durante a relação sexual: vamos juntas desmistificar esse assunto? | pantys
dor durante a relação sexual: vamos juntas desmistificar esse assunto?

a famosa "dor no pé da barriga" durante uma relação já foi motivo de muita discussão, principalmente quando envolve a primeira vez da mulher. contudo, essa é uma dor que possui características distintas... vem entender melhor isso, vem! 
ler mais >

cool. absorbing. obvious.

estamos adicionando pantys na sacola...