mãe solteira? não, mãe solo! entenda os desafios com a pantys

Nossa sociedade gosta de falar da maternidade em todas as suas vertentes, da gravidez e amamentação à educação infantil. Um dos comentários mais frequentes é sobre mãe solteira, mãe solo, mãe-pai... quantas vezes você já ouviu falar essas palavras? Muitas, não é?

Há alguns anos nós entendemos que não importa o que façamos a sociedade continuará colocando rótulos – ainda bem que os comentários da sociedade não definem quem somos!

Eles podem olhar, falar, comentar, julgar – é o que mais fazem –, pois só quem é mãe solo consegue descrever o esforço que é para se manter em pé. Aliás, nós precisamos falar sobre isso!

Depois de anos de comentários e julgamentos, chegou a hora de ouvirem a nossa voz, a voz das mães solo do Brasil. Venha entender com a pantys os desafios, as batalhas e conquistas que é ser mãe solo. Boa leitura <3

solteira não é definição de mãe

A maternidade não determina o estado civil, uma vez que a mãe solo pode estar em um relacionamento com um(a) parceiro(a) sem, necessariamente, compartilhar a missão de educar um filho.

A mãe solo pode sair para um date, pode ter um lovezinho com alguém especial. Pois, a maternidade é uma escolha, não obrigação — nós falamos mais sobre isso neste post aqui.

O conceito de ser "solteira" implica no matrimônio, características legais de documentações e não na vida social de fato.

A sociedade pode chamar de mãe solteira. O filho chama somente de mamãe, e isso basta! Então, já coloque a expressão "mãe solteira" na gaveta e adote o "mãe solo", que é muito mais respeitoso.

o que é mãe solo? (uma visão realista)

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), existem 11 milhões de mães solos no Brasil — é bastante chefe de família, não é mesmo? Ou seja, mãe solo é aquela mãe que assume a responsabilidade exclusiva pela criação de seu(s) filho(s), e na imensa parte das vezes essa realidade formada através da falta de presença paterna.

A mãe solo ensina, corrige, ama, protege, defende, dá carinho e é a única responsável pelo bebê, legalmente e financeiramente na maioria das vezes. Dessa forma, educa sem o apoio do progenitor.

Isso levanta um questionamento muito importante: quantas profissões cabem dentro da função de mãe? Ser mãe é ser professora, babá, motorista, nutricionista, cozinheira, pediatra, psicóloga, advogada, recreadora, conselheira... e a lista não acaba.

No fim das contas somos malabaristas de mil e um papéis. Assumimos e desempenhamos cada um deles muito bem em nome do bem-estar dos filhos.

Aqui o recorte socioeconômico também é muito importante: quanto mais baixa a faixa econômica desta família, mais difícil e mais solitária é a realidade desta mãe, que enfrenta barreiras sociais e financeiras na criação de seus filhos.

como é ser mãe solo?

Fácil não é. Há uma batalha diária para manter o bem-estar, para prover o sustento do filho, para parecer forte. Pois é, nem sempre estamos 100% bem, ainda assim, nunca paramos de lutar.

Sabe aquela imagem que a mãe é a Mulher Maravilha? Então, pensando bem, nós somos tão valentes quanto ela, né? Para pontuar e esclarecer com exemplos de situações cotidianas, nós listamos alguns desafios que as mamães enfrentam.

Ser mãe solo é:

  • lidar com a sobrecarga da maternidade;
  • ter dificuldade para compartilhar as tarefas do dia a dia;
  • ser julgada por quem nem conhece a sua história de vida;
  • receber comentários dos familiares;
  • ouvir preconceitos em forma de comentários;
  • sentir-se abandonada, sozinha.

Pesquisas da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom), apontam que a mãe solo é a mistura do feminismo, maternidade, dificuldades de ser mulher ou homens trans.

Esses aspectos abrangem a autoestima, liberdade, culpa, responsabilidade, vergonha, empatia, experiência, paz, gratidão, vontade, o medo, sonho, respeito, orgulho e tantos outros sentimentos.

como se organizar sendo mãe solo?

Uma dica de coração: a vida continua, uma vez que a sociedade julga qualquer decisão que a mãe solo tomar. Portanto, faça o que é melhor para você e para o seu filho.

Não deixe que a palavra final seja da sociedade, um povo que não conhece a sua história de vida e as batalhas que precisou enfrentar para chegar até aqui, ok?!

Então, para alçar voos ainda maiores, organize sua vida unindo as seguintes áreas: finanças, educação infantil e, é claro, você!

reserve um tempo de qualidade para o filho(a)

Sabe qual a linguagem de amor das crianças? É essa aqui: "mamãaae, vamô brincá?".

Os pequenos têm muitas formas de se expressar, entre elas está a brincadeira. Eles nunca chegarão em você para contar que o dia foi triste, eles deixam isso para lá porque querem um tempo com a mamãe.

Brincar é demonstração de carinho, amor, atenção e afeto. Por isso, reserve um tempo de qualidade para esse momento mãe e filho. Entenda, essa é a linguagem de amor das crianças.

organize seu orçamento sempre que possível

Amores, o planejamento financeiro é tuuudo na vida da mãe solo.

O preparo financeiro deixa muito visível quanto dinheiro entra e quanto sai. Onde pode gastar e onde dá para economizar.

A administração financeira exigirá um pouquinho mais de organização, planejamento e controle no dia a dia.

No começo é difícil pontuar cada um dos gastos, mas fará uma diferença enorme no seu salário. O objetivo é fazer o dinheiro render o máximo possível.

siga o princípio do 1/3 para poupar

Economistas e investidores sempre apontam um princípio judeu para prosperar financeiramente, que nós te ensinaremos agora:

  • não gaste o que ainda não tem;
  • guarde 1/3 do que ganha;

Sendo assim, pensando em uma organização mensal, considere os gastos que têm todos mês e não mudam o preço. Gastos mensais que podem mudar como em caso de presentinhos, roupas e brinquedos que comprou a mais.

Se puder, faça uma poupança, uma reserva de emergência para a saúde do bebê. Durante o inverno as crianças ficam mais doentinhas (dor de ouvido, garganta e gripe, por exemplo), é normal e com isso os gastos costumam aumentar.

Nós temos um portal de independência financeira aqui na pantys, então, podemos te ajudar com essas questões. Quer ver? Ensinamos a fazer um orçamento mensal organizado neste post.

busque apoio em quem você confia

Ser mãe solo é sinônimo de coragem, garra e força. Cá entre nós, cansa aguentar tudo sozinha, não é mesmo?

Algumas mamães ainda têm ajuda das avós e bisavós na educação da criança. Sem sombra de dúvidas, toda ajuda é bem-vinda, seja para cuidar da criança um dia ou levar à escolinha.

A rotina da mãe fica totalmente comprometida com os afazeres da criança, sabe?! Por isso, busque apoio em quem você confia. Afinal, você é mãe solo, mas no dia a dia pode repartir um pouquinho da responsabilidade.

mamãe solo, cuide-se também

Não esqueça de você, por favor, esse é um pedido de coração <3

Sabemos que a rotina é corrida, cansativa, cheia de mil e um afazeres, mas não deixe que essa quantidade de compromissos te deixe distante de si.

Organize-se para praticar um hobby, por exemplo: cante, dance, leia, medite, toque um instrumento, pratique atividade física, cozinhe, pinte, enfim, pense no que te faz bem e faça.

Você pre-ci-sa desse tempo para renovar a sua energia. Muitas vezes, vinte minutos semanais de renovação nos deixam prontas para enfrentar o mundo pelos nossos filhos.

Preze pelo autocuidado, tá?! Se quiser, nós podemos ajudar. Veja este guia completo de como meditar. Nele, colocamos dicas de reflexão, concentração e relaxamento que podem te fazer bem.

Vamos recapitular o conteúdo? Bom, começamos desbravando os conceitos e descobrimos que não existe mãe solteira, é mãe solo que, aliás, existem 11 milhões no Brasil.

Que tal fortalecer sua rede de amigas com mulheres que também enfrentam uma realidade parecida? se apoiar, conversar com quem realmente te entende, faz toooda diferença!

Não é fácil, há batalhas e desafios diários que precisamos enfrentar que, no final, nos fazem cada vez mais fortes. Por fim, aqui é um lugar seguro e você é muito bem-vinda.


deixe um comentário

os comentários precisam ser aprovados antes de postarmos, ok?

Este site é protegido por reCAPTCHA e a Política de privacidade e os Termos de serviço do Google se aplicam.