26 expressões preconceituosas usadas hoje para você abandonar

Ai, ai… ainda existem tantas expressões preconceituosas na sociedade, não é verdade?!

É termo pejorativo para cá, xenofóbico para lá, de um lado o linguajar capacitista, do outro o machista e racista, resumindo, todos eles de alguma forma expressam preconceito.

Nossa missão aqui é acabar com qualquer linguajar ofensivo e preconceituoso, mesmo sabendo que muitas vezes usamos expressões sem termos o conhecimento de que não são legais. Vamos então aprender juntas o que não é aceitável e mudarmos estes hábitos?! 

Mudar a maneira de falar também é uma forma de combater o preconceito.

Se você topa fazer parte da mudança, então seja bem-vinda à lista com as expressões preconceituosas mais comuns aqui no Brasil que deixaremos cair em desuso.

1. que mulher mal-amada

Amores, como alguém tem coragem de dizer que a outra pessoa é mal-amada nessa história?!

O termo ainda é utilizado para classificar as pessoas – em sua maioria mulheres – que não estão sorridentes ou alto astral no momento.

Ou seja, tentam justificar o comportamento e o humor como um reflexo do amor. Típica atitude de uma sociedade patriarcal que quer colocar o casamento como o auge da felicidade da mulher e como condição para a mulher ser socialmente bem recebida.

💡Esse termo não possui nenhum outro para substituição e deve sair do vocabulário, beleza?!

2. lugar de mulher é na cozinha

Você acredita que ainda tem gente querendo determinar o que uma mulher pode ou não fazer? É, lindezas, essa expressão resume muito bem essa situação.

Falar que o lugar da mulher é na cozinha, cuidando da casa, dos filhos ou em outros lugares é completamente cheio de machismo. Afinal, isso reforça o estereótipo que as mulheres são feitas para servir alguém.

💡Se utilizar o termo "lugar de mulher é…" esperamos que você finalize a frase com "onde ela quiser". Tirando essa única exceção, pare de usar a expressão!

3. mulherzinha ou coisa de menininha

Chamar alguém de mulherzinha ou falar que aquilo que a pessoa está fazendo é coisa de menininha é machista! Passa a ideia que as mulheres são frágeis, fracas, menos importantes ou que fazem coisas menos dignas que os homens.

Por trás das cortinas, essa afirmação é usada para tentar ferir a masculinidade dos homens, afinal, sempre reforçam a ideia que homem é agressivo, dominante, ofensor e precisa pisar nos demais para ser alguém na vida.

Mas nós sabemos que não é bem assim que se conquista o empoderamento, não é verdade?

💡Não há expressão, palavra ou termo para substituir, apenas respeite a decisão do outro de agir como ele quiser e está tudo certo.

4. já sabe cozinhar, então pode casar

Para casar, basta saber cozinhar? Um relacionamento é apenas isso? A pessoa se casa para ficar no fogão o tempo inteiro?

Essa sentença não faz sentido. Ninguém tem a obrigação de aprender a cozinha, muito menos aprender essa habilidade apenas para ter a chance de um casamento.

A gastronomia vai além do casamento, é uma arte maravilhosa e dificílima de desempenhar, diga-se de passagem.

💡Substitua a expressão preconceituosa por:

  1. Parabéns, você cozinha muito bem!
  2. Nossa! Como você preparou essa comida tão deliciosa?
  3. Qual o segredo para cozinhar uma sobremesa tão saborosa? Parabéns, viu?!

5. nem parece, mas é bonita e inteligente

Ah, pronto! Agora uma pessoa ou é bonita, ou é inteligente? Em que momento uma característica reduz a outra? Se você pensa que uma pessoa bonita não pode ser inteligente pare e pense a respeito, pois uma coisa não tem nada a ver com a outra.

Esse ditado apenas salienta que uma pessoa bonita é um enfeite e seu papel está limitado a agradar os olhares dos outros. Por outro lado, para ser inteligente tem que ser desprovido de beleza? Não, né?!

💡Caso você queira falar esses adjetivos para alguém, use a seguinte expressão: "Que pessoa bonita e inteligente!". Veja que não é difícil elogiar sem desmerecer.

6. toda loira é burra e toda preta é pobre

Lindeza, se você tem esse pré-julgamento em sua mente, sentimos lhe informar, mas isso é feminismo seletivo, além de todo o racismo estrutural que a frase carrega.

Perceba que essas expressões estão carregadas de estereótipos e desmerecimento. Nem precisamos falar que é muito errado utilizá-las no dia a dia, né?

💡Não há termos substitutos porque o jeito que a pessoa é não determina seu QI ou situação financeira. Apenas deixe de usá-las.

7. não cuidou, virou mãe solteira

Sem sombra de dúvida esta é uma das frases que a maioria das mães solo já ouviram: "não cuidou, agora, virou mãe solteira". Nessa mesma frase é possível sentir o machismo, a sobrecarga da responsabilidade feminina e o desmerecimento da maternidade.

O que a maioria das pessoas não sabe é que o estado civil (solteira, casada, viúva, etc.) não é fator de classificação para uma mãe.

💡Substitua o "mãe solteira" por mãe solo – a maneira correta de se referir à mãe que cria seu filho sem ajuda do progenitor.

Nós já falamos sobre isso aqui no blog, sabia?! Acesse o conteúdo sobre mãe solo para ler mais detalhes na íntegra e entender os desafios de 11 milhões de brasileiras.

8. a coisa ficou preta

"A coisa ficou preta"... expressão forte, não acha?! Uma forma de dizer que a situação ficou complicada, difícil, perigosa ou desconfortável.

O problema está em associar os acontecimentos ruins ao termo “preto”, pois nós bem sabemos ser o racismo que estava falando por trás disso tudo.

Existem tantas palavras no português que possuem o significado correto para essa situação, né?! Então vamos usar as palavras em seus devidos lugares.

💡 Em vez de falar "a coisa ficou preta", fale "a coisa complicou". Perceba que fica até mais fácil para entender a ideia.

9. dar com pau

A frase "dar com pau" é costumeiramente usada para explicar que aconteceu algo em grande quantidade. Mas ela nos leva aos tempos da escravidão no Brasil, especificamente aos navios com escravos.

Neles, algumas pessoas recusaram as comidas porque preferiam desfalecer de fome à se entregar. Infelizmente, elas foram alimentadas à força com uma grande colher de pau.

Por mais que alguém diga inocentemente essa expressão, ela é completamente desrespeitosa e remete à um período extremamente cruel de nossa história, ao qual temos reflexões até hoje (basta observarmos a quantidade de expressões racistas que ainda carregamos!).

💡Substitua o termo por: "foi um sucesso" ou "tinha muuuita gente".

Veja também: 10 lições sobre as origens do racismo.

10. cabelo ruim, bombril, duro, feio...

Todas as referências: ruim, bombril, duro e feio foram usadas durante muito tempo para desvalorizar o cabelo afro. Por trás dessa fala há um sentimento racista com o objetivo de depreciar a imagem de outras pessoas.

O que os criadores dessa expressão não esperavam é que esse mesmo cabelo que eles desvalorizam se tornaria o símbolo do orgulho preto. #AbreOBlack

💡Substitua por: cabelo crespo, cacheado, black power ou ondulado, dependendo do tipo de curvatura!

Outras expressões para deixar de usar:

Mudar o vocabulário também é uma maneira de combater o preconceito, sabia? Por isso trouxemos um quadro com mais 16 expressões capacitistas, homofóbicas, machistas e racistas para você tirar do seu repertório. Olha só:

❌ Coisa/ Serviço/ Trabalho de preto
💡Trabalho errado
❌Humor negro
💡Humor ácido
❌Mulher de respeito
💡Mulher
❌Opção sexual
💡Orientação sexual
❌Criado-Mudo
💡Mesa de cabeceira
❌Fazer nas coxas
💡Mal feito
❌Homossexualismo
💡Homossexualidade
❌ A equipe não tem braços
💡A equipe não tem recursos suficientes
❌ Cor do pecado
💡Pele bronzeada

❌Doméstica
💡Funcionária do lar, governanta
❌Judiação
💡Sofrimento
❌Capenga
💡Incompleto
❌Cor de pele
💡Rosa-claro ou bege
❌ Denegrir
💡Difamar
❌Inveja branca
💡Inveja
❌Fingir demência
💡Desentendido

O que você achou dessa troca de palavras? É bem interessante, né?! Por mais que a troca de vocabulário pareça pequena à primeira vista, já é um grande avanço no combate ao preconceito.

Isso mostra que conseguimos respeitar os coleguinhas em nossas falas sem comprometer a mensagem, e ainda deixando séculos e mais séculos de preconceito camuflado para trás.

Aproveitando que estamos falando de respeito, dê uma olhadinha neste conteúdo sobre etnicidade. É um post bem interessante que mostra como funciona a identidade étnica e suas experiências profundas.

Te esperamos lá!


deixe um comentário

os comentários precisam ser aprovados antes de postarmos, ok?

Este site é protegido por reCAPTCHA e a Política de privacidade e os Termos de serviço do Google se aplicam.