Holiday Burnout: Por que feriados podem ser estressantes?

holiday burnout: porque feriados podem ser estressantes?

Descobrir que tem feriado se aproximando no calendário geralmente desperta quais sensações em você? Se ansiedade, pânico e aflição são os primeiros sentimentos a aparecerem na sua resposta, hora de ficar mais atenta aos sinais que seu corpo está demonstrando sobre como está sua saúde, amiga!

Quando o momento de escape das preocupações diárias acaba se tornando dias de tensão e fadiga, podemos dizer que este cenário é típico de quem está sofrendo de holiday burnout! Assim como a síndrome de burnout, o transtorno também nomeia o esgotamento físico e mental que sentimos pelo estresse excessivo e frequente. Contudo, estamos lidando com gatilhos diferentes aqui: as expectativas para o feriado!

Venha conosco aprender mais sobre holiday burnout e veja como ele afeta a sua qualidade de vida. No conteúdo de hoje, trouxemos os principais sintomas que indicam o desenvolvimento dessa síndrome, além de dicas importantes para garantir que você curta seu tempo livre com mais tranquilidade na mente e no coração! Vamos lá, lindeza? ;)

holiday burnout, o que é?

A tradução literal de "Holiday burnout" pode gerar confusão, afinal, o que seria exatamente "esgotamento do feriado"? Bem, quem sente ansiedade extrema, estresse e até desespero só de pensar nas responsabilidades que precisa cumprir para se preparar para o feriado que se aproxima sabe exatamente ao que estamos nos referindo por aqui.

Enquanto a síndrome de burnout se refere ao esgotamento provocado pela pressão que o ambiente profissional causa, os sintomas de holiday burnout estão associados às altas demandas e expectativas que criamos com a chegada das datas comemorativas.

Vamos dar um exemplo para ficar mais fácil de entender nossa linha de raciocínio! Sabe quando o natal se aproxima e ficamos ansiosos com a lista de preparativos e compromissos que geralmente vêm associados ao feriado? Pois então, muita gente sente uma pressão enorme para dar conta de todas as tarefas que elas assumiram em nome das tradições culturais.

Fazer as compras dos presentes, decorar a casa, organizar a reunião de família, preparar a ceia e mais um acumulado de outras tarefas podem desgastar qualquer um durante a época que deveria ser marcada por vivências leves e alegres. Além disso, supor que o desenrolar dos reencontros familiares pode terminar em conflito também gera um aumento dos níveis de estresse, chegando ao esgotamento físico e emocional da pessoa!

Mulheres e profissionais que estão iniciando a carreira são os que mais sofrem com a perspectiva dos feriados. Seja porque tem dificuldades em estabelecer limites na sua rotina de trabalho ou sente necessidade de agradar a todos ao seu redor, a pessoa que desenvolve holiday burnout passa a ficar soterrada de tarefas que ela considera importantes de serem feitas antes e/ou durante o dia livre.

Outro fator que contribui para o holiday burnout é a mudança brusca de rotina. É comum usarmos os feriados para visitar amigos e parentes distantes, ou ainda, atender a eventos sociais que não costumamos fazer no dia a dia, certo?

Todo o preparo para essas atividades as vezes consomem mais energia do que ajudam a relaxar, resultando em fadiga, crises de enxaqueca, dificuldades para dormir e pensamentos negativos constantes que deixam a pessoa insegura e com visão de que é incompetente.

Outros sintomas do holiday burnout que podem aparecer são problemas gastrointestinais e picos de pressão alta. Ou seja, a tensão que se acumula no seu corpo prejudica vários aspectos do seu organismo! O mais importante é identificar os sinais da síndrome com ajuda profissional, como psicólogo ou psiquiatra, para colocar em prática atitudes que te ajudam a gerenciar o estresse e fortalecer uma mentalidade mais positiva!

5 dicas de como evitar holiday burnout

Notícia boa, chuchu: há estratégias que podem contribuir para dominar os sentimentos negativos do burnout holiday que levam à exaustão para que, enfim, se possa aproveitar com mais tranquilidade a data comemorativa que se aproxima. Caso você tenha se identificado com os sintomas se citamos ou acha que está propensa a sofrer com este tipo de síndrome, saiba que é importante:

1. mantenha seu ritual de autocuidado

A mudança na rotina que o feriado provoca pode levar ao pensamento de que você não tem controle sobre o seu dia, uma vez que os compromissos costumeiros não irão acontecer normalmente. Para te ajudar nisso, aproveite o tempo livre do feriado e faça uma lista de tudo o que você deseja fazer durante esse tempo.

E não é por que é feriado que você precisa abrir mão do seu ritual de autocuidado! Tomar um cafezinho com calma pela manhã, passear com seu pet ou ler os capítulos do seu livro favorito são atividades de 20 minutos que cabem na sua agenda e ainda te ajudam a manter o pensamento positivo durante o dia!

2. reconsidere as tradições que valem a pena manter

Analisar as tradições que costumamos fazer nos respectivos feriados pode ser um ótimo jeito de focar apenas no que importa e te faz bem! Reveja as atividades que costuma fazer todo ano e repita apenas aquelas que fazem sentido para você e são verdadeiros momentos de alegria e diversão no seu feriado.

Dessa maneira, você não lota a sua lista de tarefas com coisas que só vão te deixar mais atribulada e não trazem nenhum calorzinho para o coração! Aproveite e teste algo diferente para celebrar a data, inovando na programação do seu dia de folga!

3. não aceite convites de eventos sociais por obrigação

Sabemos que é um costume do nosso país tentar agradar ao próximo, mesmo quando não estamos no ânimo para ir em confraternizações ou fazer qualquer outra atividade que não envolva cama e netflix. Lembre-se: está tudo bem recusar convites, basta explicar que você já tem outros planos - cuidar de si mesma!

E caso seja uma tradição sua conduzir o planejamento de confraternizações, por exemplo, pense com cuidado e sem pressa antes de assumir essa responsabilidade novamente! Você não é obrigada a estar no comando o tempo todo, ainda mais quando a tarefa pode servir de gatilho para sua ansiedade.

4. estabeleça o que não é negociável

Limites são importantes em todo relacionamento, até naquele que você tem consigo mesma! Repare naquilo que te traz felicidade ou receios e defina as ações que você precisa fazer para o bem da sua sanidade, evitando mais estresse.

Sente a necessidade de não se afastar do trabalho por muito tempo, mesmo em feriados? Você pode começar a trabalhar essa ansiedade estabelecendo apenas 30 minutos do seu dia de folga para fazer as atividades profissionais. Ao cumprir pontualmente o tempo que você determinou, sua mente estará mais leve para lidar com o restante dos acontecimentos do seu dia.

5. compartilhe seus planos e peça ajuda sempre que precisar

Pessoas que costumam liderar o círculo social em que vivem geralmente são as que mais pegam tarefas para fazer. Por mais simples que sejam os planos para o feriado, como um jantar ou passeio pela cidade, experimente dividir o trabalho envolvido com quem está ao seu lado!

Não precisa ter vergonha em pedir ajuda, até porque momentos como cozinhar junto com quem você ama ou traçar em conjunto uma rota pelos pontos turísticos da cidade também podem ser divertidos e leves! Crie um diálogo aberto para que todos entendam as expectativas de cada um para o feriado e, juntos, consigam entrar em sinergia para curtir o rolê programado.

Esperamos que o conteúdo de hoje tenha jogado uma luz de amor e conhecimento sobre um assunto tão delicado como o holiday burnout! Fique à vontade para compartilhar suas experiências sobre o tema nos comentários. O blog da Pantys é um espaço aberto para criarmos muita conexão e suporte mútuo, pode ter certeza, lindeza!

Deixamos como indicação o post "Entenda por que o estresse atrasa a menstruação" para que você continue sua leitura e entenda como evitar que o estresse afete o funcionamento do seu corpo. Nos vemos por lá, amiga! <3



últimos posts

mão segurando uma concha em forma de vulva
nidação: o que é e quais são os sintomas? fique por dentro do assunto com a pantys!

Você já se deparou com um corrimento marrom? Mas o que é isso? Se você quer saber um pouco mais sobre o assunto, hoje é o seu dia de sorte, viu? 
ler mais >
tipos de corrimento: saiba diferenciá-los durante o seu ciclo menstrual! | pantys
tipos de corrimento: saiba diferenciá-los durante o seu ciclo menstrual!

Muitas pessoas têm dúvidas sobre o que é corrimento vaginal, e não é para menos! Mas nós, da Pantys, estamos aqui para desconstruir tabus e abordar temáticas importantes, não é mesmo?
ler mais >
resolução de ano novo: comece o ano com metas alcançáveis! | pantys
resolução de ano novo: comece o ano com metas alcançáveis!

Você já deve ter reparado como a contagem regressiva para a chegada do próximo ano muda completamente os nossos dias de dezembro, não é mesmo? Para algumas de nós, a sensação de que o tempo está voando vem acompanhada de alívio pelo encerramento de um ciclo.
ler mais >

cool. absorbing. obvious.

estamos adicionando pantys na sacola...