frete grátis acima de R$200 \o/

0

sua sacola está pelada

cinco mulheres empreendedoras: inspiração, lição e como começar

cinco mulheres empreendedoras: inspiração, lição e como começar | pantys

A palavra empreendedorismo está nas manchetes, nos podcasts e nas capas de livros. O número de mulheres empreendedoras está crescendo, assim como a participação feminina no mercado de trabalho.

As mulheres estão conquistando o próprio espaço, dando exemplo de liderança e mostrando como construir negócios mais humanos — o que não significa que não sejam competitivos. Nesse novo ambiente, vale ressaltar a importância de nos apoiarmos sempre!

Sabe aquela amiga que começou a vender doces ou está produzindo algo? Ajude divulgando e até mesmo comprando seus itens. Temos que dar as mãos, pois as nossas atitudes fazem a diferença!

Pensando em tudo isso, decidimos, aqui na Pantys, reunir algumas histórias de mulheres inspiradoras e mostrar como começar a trilhar esse caminho.

Como anda o empreendedorismo feminino no Brasil

Em março deste ano, o Sebrae lançou um relatório especial sobre o empreendedorismo feminino no Brasil. E encontramos um monte de dados interessantes sobre as mulheres empreendedoras. Por exemplo, você sabia que o Brasil tem a 7ª maior proporção de mulheres entre os empreendedores iniciais?

O relatório também faz algumas relações importantes que valem a nossa atenção. Em 2018, foram 24 milhões de mulheres que se encaixavam na classificação de empreendedores. No entanto, apenas 9,3 milhões se tornam efetivamente donas do negócio. Ou seja, a cada 10 empreendedoras, apenas 3,9 se tornam donas depois.

O que isso significa? Que apesar de sermos uma boa parcela entre os empreendedores iniciais, a maior parte desses negócios acaba não se firmando e fechando. Há um dado que diz que uma a cada quatro empresas fecha antes de completar dois anos no Brasil.

Precisamos conhecer essas informações para nos prepararmos melhor na hora de abrir o próprio negócio. Quais as dificuldades ao longo do caminho? Como se planejar? Vamos conversar um pouco sobre isso também mais pra frente!

Mas vale exaltar essa informação super positiva: estamos conquistando o nosso caminho no mundo dos negócios. Como sempre, vamos juntinhas aprendendo como trilhar essa nova estrada! <3

Histórias e mulheres inspiradoras

O caminho do empreendedorismo feminino é cheio de desafios. Mesmo assim, é preciso ser resiliente para alcançar os objetivos. Conhecer as histórias de outras mulheres empreendedoras ajuda a inspirar e aprender um pouco sobre o mundo dos negócios.

Por isso, separamos algumas empreendedoras brasileiras super inspiradoras e que atuam em diferentes ramos para você conhecer um pouco mais.

Luiza Trajano — Magazine Luiza

Não tem como falar de mulher empreendedora no Brasil e não citar Luiza Trajano. Criada em Franca, no interior de São Paulo, ela aprendeu sobre inteligência emocional com a mãe, enquanto o espírito de empreendedora e as habilidades em vendas vieram da tia.

A combinação desses dois fatores, adicionados a outros valores essenciais como honestidade, generosidade e a busca pelo aprendizado constante, ajudaram Luiza transformar a loja dos tios em uma das maiores varejistas do país: o Magazine Luiza. São mais de 700 lojas em 16 estados, além de um e-commerce gigante! Incrível, não é mesmo?

Além disso, Luiza levanta a bandeira feminista e fala sobre a importância das mulheres assumirem postos de liderança. Por isso, ela é um exemplo essencial para falar sobre mulheres bem-sucedidas no mundo dos negócios. Aquela coisa de subir e ajudar outras mulheres ao redor crescerem também, sabe? <3

Sônia Hess — Dudalina

A Dudalina nasceu da necessidade de encontrar uma utilidade para o tecido a mais que Seu Duda comprou para abastecer o estoque da vendinha. A esposa, Dona Lina, depois de descosturar uma camisa e entender como era feita, contratou duas costureiras, que fizeram novas peças com o tecido.

A ocasião abriu os olhos de Dona Lina, que viu uma oportunidade de mercado. Sônia Hess é uma dos onze filhos do casal e assumiu a presidência da camisaria fundada pelo país. Na liderança, transformou a Dudalina na maior exportadora de camisas do país.

Pamella Magpali e Babi Mattivy — Insecta Shoes

A Insecta Shoes nasceu de uma amizade de mulheres apaixonadas por moda. Pamella tinha a experiência de sua marca própria de calçados, Babi tinha um brechó com roupas com lindas estampas.

A combinação resultou em sapatos artesanais feitos com tecidos que seriam comercializados pela internet. Em poucas semanas, as duas fizeram 20 pares que venderam rapidamente. Ao perceber a aceitação do público, investiram na ideia e criaram a marca.

Os calçados são veganos, ecológicos e muito lindos! A numeração é do 33 ao 45 para os adultos. Já as crianças encontram opções do 20 ao 32. Hoje, além de vender pela internet, a dupla tem uma loja física em Pinheiros, São Paulo.

Aliás, sabia que você pode encontrar Pantys na Insecta? Siiim, vem conferir os endereços certinhos aqui. <3

Mariana Vasconcelos — Agrosmart

A agropecuária é responsável pelo consumo de 70% da água limpa do país, segundo a Agência Nacional de Água (ANA). Sabendo disso, Mariana Vasconcellos criou uma tecnologia chamada Agrosmart que torna a irrigação mais inteligente.

Os sensores são colocados em pontos estratégicos da plantação e medem dados como a umidade do solo, presença de pragas e temperatura do ambiente. Todas essas informações são enviadas para uma nuvem e processadas por um algoritmo especial, tudo isso em tempo real. Segundo Mariana, a economia da água pode chegar até 60%.

Coloque a mão na massa: veja como começar a empreender

Quer se tornar uma mulher de negócios? Para isso, é muito importante se planejar. Ao contrário do que pensamos, nem sempre é preciso criar um produto inovador.

Muitas vezes, perceber uma falha no mercado, alguma brecha de serviço ou produto que o público esteja necessitando é o suficiente para se lançar no mundo empresarial. No entanto, um negócio não se estrutura apenas em cima de uma boa ideia, e é nesse ponto que muitos falham e não conseguem se firmar no mercado.

E como fazemos para isso não acontecer? Planejamento e organização serão os nossos melhores amigos! Primeiro, é importante entender onde estamos querendo nos enfiar. Por isso, fazer uma pesquisa de mercado e conversar com o seu público-alvo é essencial.

Isso também ajudará a precificar seu produto ou serviço. Sabendo dessas informações, é possível começar a desenhar um plano de negócios. Quanto será necessário de investimento inicial? Depois de quantos meses a operação começará a pagar por si própria?

As perguntas não acabam e ajudam a guiar e deixar esse negócio mais estruturado. Quantos funcionários e quais as áreas mais estratégicas no início? Como trabalhar a comunicação e o marketing aproveitando o ambiente digital? Tudo isso conta e pode ser determinante para o seu sucesso!

Prepare-se: os desafios vão aparecer, mas vamos superá-los!

As mulheres empresárias enfrentam desafios diariamente. Apesar de todo o planejamento, as coisas nem sempre acontecem como previmos no papel. Por isso, empreender é um ótimo exercício de resiliência!

Saber que as dificuldades irão aparecer ao longo do caminho ajuda a não se desesperar quando isso acontecer. Pensar em planos B e C também é sempre uma ótima forma de se prevenir em alguns cenários.

Pode acontecer de algo não sair como o planejado e a solução encontrada ser ainda melhor que a ideia inicial. Então, quando acontecer alguma adversidade, não foque no problema, mas nas possíveis soluções. A sua equipe também é uma boa aliada! Afinal, sempre tem alguém que pode pensar em algo que não passou pela nossa mente.

Saiba a hora de descansar e onde quer chegar

A vida das mulheres empreendedoras não é fácil! No começo, principalmente, é comum a vontade de abraçar o mundo e dar conta de tudo sozinha. Com o passar dos meses, porém, o seu organismo vai mostrar como está cansaço.

Uma das formas de lidar com isso é delegando as tarefas. Tenha profissionais competentes e estratégicas ao seu lado, pessoas em quem você confia. Assim, você evita essa sensação de ter que fazer tudo e dar conta de tudo.

Não negligencie a sua saúde, a boa alimentação, o sono e a rotina de exercícios físicos. Esses fatores te deixam mais fortes para enfrentar o dia a dia desafiante! Então, saiba a hora de parar, de dar descanso para o seu corpo e mente!

Para finalizar, gostaríamos de indicar algumas vozes femininas inspiradoras e lembrar que é sempre bom ler mais mulheres, escutar mais mulheres, assistir e conhecer as histórias de mais mulheres <3



últimos posts

huumm….o cheirinho da pantys | pantys
huumm….o cheirinho da pantys

Quando decidimos criar esse aroma, pensamos em cada nota para que ele traduzisse um pouquinho do que enxergamos sobre as mulheres do futuro.

ler mais >
coronavírus, uma oportunidade | pantys
coronavírus, uma oportunidade

Oi! pra quem ainda não me conhece, eu sou a Fe Cortez, ativista ambiental e idealizadora do Menos 1 Lixo. essa é a minha estreia como colunista convidada aqui no blog da pantys, e hoje, vim bater um papo com vocês sobre o momento que estamos vivendo.

ler mais >
fazendo a minha mandala lunar | pantys
fazendo a minha mandala lunar

Mandala lunar é uma forma de nos conectarmos com nossos corpos nesse momento. você já conhece? é uma espécie de diário criado pelas mulheres com o objetivo de aumentar nossa conexão com o corpo, a terra e nossos ciclos naturais, especialmente o menstrual.

ler mais >

cool. absorbing. obvious.

vem juntinho!