autossabotagem: não adie a sua felicidade | Pantys

querido diário, será que estou praticando a autossabotagem?

“Querido diário, parece que nada evolui, tudo continua meio igual, sabe? Não sei se estou feliz. Mas não sei o que fazer para chegar lá. Ai ai, o caminho é tão difícil. Acho que vou só seguir como estou mesmo… Já ouvi falar sobre autossabotagem, síndrome da impostora, mas acho que não é nada tão sério assim, só não estou numa fase boa.”

Oii, amiga, como você tá? Bom, se você se identificou minimamente com o parágrafo anterior, desculpa pela interrupção brusca, mas a gente precisa conversar: você pode, sim, estar se autossabotando. Continua lendo este conteúdo especial que a gente explica melhor <3

vamos lá: você sabe o que é a autossabotagem?

Nos últimos tempos, esse termo se tornou mais popular e foi tema de podcasts, reportagens e matérias na televisão. Mesmo assim, nem todo mundo sabe o que é autossabotagem e tá tudo bem, porque a gente vai explicar.

Algumas pessoas definem a autossabotagem como o medo de ser feliz ou dizem que ela acontece por causa do medo do fracasso. Sim, essas duas coisas são verdade. Sabe aquela história de pensar: “Ah, vou esperar o pior de determinada situação, pelo menos eu não irei ficar surpresa se algo der errado”? Amiga, pode parecer que a gente está sendo super madura, mas às vezes é só autossabotagem mesmo.

Mas, calma, não estamos falando que entramos no ciclo da autossabotagem de propósito. Essas ações são inconscientes e, muitas vezes, a razão delas está em nossas inseguranças e medos. Assim, a gente evita o fracasso ou as frustrações, mas também estamos adiando a nossa felicidade. Começando com as reflexões um pouco cedo: quem disse que ficar no piloto automático é sinônimo de segurança?

o que a sociedade diz ecoa em nossa mente

É um fato: a autossabotagem atinge mais mulheres do que homens. E por que isso? Somos menos capazes? Jamais. Vamos analisar um pouquinho da história: durante séculos o lugar reservado para a mulher era a casa e a maternidade. Trabalho, vida política e espaços acadêmicos não eram para nós.

A gente sabe que já conquistamos o direito de estar nesses espaços, mas a pergunta é: nos sentimos confortáveis nesses lugares? estamos nos sentindo no direito de ocupar o espaço público? Muitas vezes não. A voz da sociedade diz que não deveríamos estar lá e isso ecoa em nosso inconsciente.

Esse sentimento é passado de geração em geração. Como consequência, nos apegamos a autocrítica e criamos padrões altíssimos para nós mesmas. Buscamos a excelência para justificar o nosso direito de ocupar esses lugares. Mas a gente está se cobrando demais.

Muitas vezes, não nos permitimos a felicidade durante a caminhada, achamos que só teremos direito a ela quando alcançarmos aquela meta que definimos anos atrás. E enquanto não chegamos nesse lugar, não somos felizes. Alô, autossabotagem, você por aqui de novo?

como saber se estou me autossabotando?

Autossabotagem e procrastinação é aquela amizade meio tóxica, que não faz bem para ninguém, entende? Sabe quando você define aquela meta de carreira, mas percebe que ela está cada vez mais longe? Isso pode estar acontecendo porque você não está tomando nenhuma atitude para se aproximar dela, como fazer cursos extras, estar na liderança de projetos, entre outras atividades.

E por que temos essa falta de ação? Bom, por mais que a gente queira muito chegar naquela posição, muitas vezes temos pensamentos negativos, questionamos nossa capacidade em estar lá, achamos que iremos fracassar e, portanto, acabamos deixando de caminhar em direção ao sonho.

Afinal, melhor estar na nossa zona de conforto quentinha, sem correr riscos, né? Desculpa a sinceridade, amiga, mas isso aí tá errado. E mais, tem muito a ver com asíndrome da impostora, quando não achamos que somos capazes ou nos sentimos uma farsa no trabalho ou na vida pessoal.

Pois é, a conversa de hoje não é das mais fáceis e está tocando em alguns pontos bem delicados, né? Mas esses são alguns exemplos de autossabotagem e sintomas para você ficar atenta ;)

hora de terminar o relacionamento: adeus, autossabotagem

Deu pra perceber que ter um relacionamento com a autossabotagem não é algo saudável, né? Então, se você está pensandoem como se livrar da autossabotagem, a gente tem algumas dicas.

Você já reparou nos seus padrões comportamentais? Como você lida com situações de pressão? Quando tem uma oportunidade, você agarra ou fica com medo? Você está feliz no seu trabalho? Se não estiver, o que te impede de mudar? Essas perguntas são delicadas, mas se você quersaber como sair do ciclo da autossabotagem precisa olhar para cada uma delas com carinho.

Como dissemos, a autossabotagem é inconsciente. Às vezes a gente apenas sente essa frustração diária de que nada evolui. Por isso, esse é um momento de mergulhar no autoconhecimento, e uma psicóloga pode te ajudar muuito nesse processo <3 Afinal, nem sempre é fácil reconhecer esse tipo de atitude.

você merece ser feliz e é capaz de tudo que quiser

Não dá para esperar o final de semana para ser feliz. Não dá para esperar as férias, o cargo de gerente, a família perfeita ou o cônjuge ideal. Tente fazer um exercício: não adie a felicidade, permita-se ser feliz no presente, no agora. Naquele projeto que deu certo, mesmo sendo pequeno, nos exercícios físicos da semana ou em uma refeição no seu restaurante favorito.

Seja feliz hoje, você merece, todas nós merecemos. Somos mulheres potentes e temos capacidade para alcançar todos os lugares que quisermos, mas, para isso, precisamos soltar a mão da nossa não-tão-amiga autossabotagem <3

Nós,da Pantys, temos uma dica: cuide de você como você cuida sua melhor amiga. Com carinho, paciência e compreensão. Respeite seus processos, entenda que a mudança exige tempo e o caminho é longo. Autocuidado também é autoamor. Vamos juntinhas nesse processo?



últimos posts

pintar as unhas: vamos refletir sobre este hábito?

voltamos à pergunta de um milhão de reais: e por que você pinta as unhas? Precisamos bater um papo sobre autorresponsabilidade. Bora ressignificar?

ler mais >
primavera combina com nutrir a alma: listamos os alimentos sazonais da estação mais colorida do ano pra você

a natureza é perfeita. a cada estação, ela oferece alimentos sazonais que brotam do solo para nutrir nossos corpos com vitaminas e sais minerais ideais para determinada temporada climática.

ler mais >
lemos e indicamos: o livro Narrativas Negras, com biografias ilustradas sobre mulheres pretas brasileiras

trazer à população brasileira histórias de mulheres que participaram ativamente da construção política, educacional, social e cultural do país. essa é a missão do livro Narrativas Negras, vem conhecer, amiga!

ler mais >

cool. absorbing. obvious.