pintar as unhas: vamos refletir sobre este hábito?

pintar as unhas: vamos refletir sobre este hábito?

Oi, tudo bem? Aqui é a Nina Marcucci, colunista convidada do blog da Pantys e coordenadora de conteúdo do Movimento Menos 1 Lixo e hoje estou aqui pra um papo sobre o nosso hábito de pintar as unhas.

Eu não sei se você já parou pra pensar nesse hábito. Mulheres pintam as unhas! Mas e daí? O que isso tem a ver com meio ambiente? Bom, antes de tudo e qualquer coisa, vale aquela reflexão empoderada que a gente gosta: por que você pinta as suas unhas?

Unhas pintadas trazem a ideia de higiene, estética e harmonia. Mas a verdade é que o impacto desse hábito é violento e a gente não fala sobre isso. Um esmalte tem muitos componentes agressivos na sua composição, você sabia?

O Ministério da Saúde garante que existem 800 compostos químicos na indústria cosmética que podem fazer mal pra nossa saúde. Loucura, né? O esmalte tem até 9 delas, como o formaldeído, o parabeno e o tolueno. O primeiro, por exemplo, é o bom e velho formol, com tendência cancerígena comprovada. Alguns esmaltes também têm resina na sua composição e também componentes que interferem diretamente no nosso sistema nervoso e endócrino.

E as substâncias são tão nocivas que existem movimentos chamados “free from”, ou seja, esmaltes livres do que nos faz mal.

O pós consumo

E os perigos vão além da nossa saúde, porque o esmalte vai parar no meio ambiente, seja no descarte dos que você não quer mais, dos esmaltes vencidos e/ou do que você retira das unhas com algodão e removedor. Isso sem falar do resíduo dos vidrinhos, do algodão, e de tudo que envolve essa indústria.

E por que?

Voltamos à pergunta de um milhão de reais: e por que você pinta as unhas? Quando entramos em contato com tantos dados seríssimos sobre o impacto dos esmaltes na nossa saúde e na do planeta, ainda precisamos pintar as unhas? Precisamos falar de autorresponsabilidade.

Somos menos bonitas, femininas e autênticas se não pintamos as unhas? Eu acho que não, especialmente se estamos exercendo ativismo.

Pra fechar, vou deixar como indicaçãoum vídeo maravilhoso da Fe Cortez trazendo ainda mais profundidade pra esse debate. Somos muito mais do que o patriarcado nos conta, mulherada! E não existe um hábito belo que resulte na degradação do meio ambiente. Bora ressignificar?

Menos 1 Lixo é um movimento focado em empoderar o indivíduo capaz de transformar o mundo através dos pequenos gestos



últimos posts

síndrome de impostora: nós realmente temos ou nos fizeram acreditar nisso? | pantys
síndrome de impostora: nós realmente temos ou nos fizeram acreditar nisso?

até mesmo a ex-primeira dama dos Estados Unidos, Michelle Obama, falou abertamente sobre já ter vivido com essa síndrome por anos, duvidando de suas conquistas. ok, mas o que é essa síndrome? vamos descobrir juntas!

ler mais >
relacionamento inter-racial: amor, racismo e história | pantys
relacionamento inter-racial: amor, racismo e história

história do Brasil, racismo, colorismo, relações de poder, amor e inseguranças permeiam esse debate. afinal, precisamos lembrar que gosto é construído social e historicamente. então, amiga, vem com a gente, que o papo de hoje tá supercompleto e recheado de reflexões.
ler mais >
por que deixar de fazer networking pode ser um erro fatal na sua carreira? | pantys
por que deixar de fazer networking pode ser um erro fatal na sua carreira?

a experiência de fazer networking para homens e mulheres é completamente diferente. por quê? vem saber tudinho aqui, vem!

ler mais >

cool. absorbing. obvious.