namorar é estar em amor

namorar é estar em amor

Na primeira parte da campanha, abrimos o diálogo e aprendemos que amor-próprio, liberdade, respeito e empatia são alguns pilares do "estar em amor". Nesse dia dos namorados, viemos compartilhar nossa visão sobre o assunto:


O amor está presente o tempo todo em nossas vidas e dentro da gente. É um sentimento que não se limita, só se multiplica. É infinito, livre e abrangente. É desejar o bem sem querer nada em troca.


Muitas vezes vivemos no automático e acabamos restringindo o amor, sem parar e refletir que podemos, junto com as pessoas amadas, descobrir formas de viver nossos próprios formatos, nosso jeito único de ser feliz. Pode parecer difícil no começo, mas todas as coisas estão mudando o tempo todo, e os relacionamentos também são passíveis de transformação - ainda bem!


O importante é as pessoas envolvidas estarem de cabeça e coração abertos a se entenderem e criarem suas próprias maneiras juntos, considerando os limites e desejos de cada um. Assim como o amor é infinito, as formas de se amar também são e somos livres para escolher a opção que mais nos faz bem. É assim que criaremos relacionamentos sustentáveis, com mais espaço para ser quem realmente somos.


Não existe jeito certo e errado se de relacionar. Para nós, errado é não refletir ou não escolher. O certo é encontrar, em conjunto, uma forma de viver a máxima potência e pureza do amor. O certo é ser feliz!


Você já viveu a experiência de construir um formato só seu de se relacionar? Conte para nós nos comentários ou manda um email! E que hoje e todos os dias sejam motivos para celebrarmos e aceitarmos todas as formas de amor <3



últimos posts

síndrome de impostora: nós realmente temos ou nos fizeram acreditar nisso? | pantys
síndrome de impostora: nós realmente temos ou nos fizeram acreditar nisso?

até mesmo a ex-primeira dama dos Estados Unidos, Michelle Obama, falou abertamente sobre já ter vivido com essa síndrome por anos, duvidando de suas conquistas. ok, mas o que é essa síndrome? vamos descobrir juntas!

ler mais >
relacionamento inter-racial: amor, racismo e história | pantys
relacionamento inter-racial: amor, racismo e história

história do Brasil, racismo, colorismo, relações de poder, amor e inseguranças permeiam esse debate. afinal, precisamos lembrar que gosto é construído social e historicamente. então, amiga, vem com a gente, que o papo de hoje tá supercompleto e recheado de reflexões.
ler mais >
por que deixar de fazer networking pode ser um erro fatal na sua carreira? | pantys
por que deixar de fazer networking pode ser um erro fatal na sua carreira?

a experiência de fazer networking para homens e mulheres é completamente diferente. por quê? vem saber tudinho aqui, vem!

ler mais >

cool. absorbing. obvious.