já ouviu falar em masculinidade tóxica? a gente te explica!

já ouviu falar em masculinidade tóxica? a gente te explica!

Temas como igualdade de gênero estão sendo cada dia mais debatidos na sociedade e, nesse caso, não falamos apenas da mulher e do feminismo. Para que a igualdade seja alcançada, é preciso falar sobre o conceito de masculinidade e, mais do que isso, entender a chamada masculinidade tóxica.

O termo teve um grande volume de buscas na internet nos últimos anos, o que mostra a curiosidade das pessoas em entender melhor sobre o assunto. Você sabe o que é masculinidade tóxica? Esse é o tema do post de hoje aqui no blog da pantys, e nosso objetivo é aprofundar um pouquinho essa conversa. Vamos juntas?

A criação dos homens na sociedade

Muitas vezes, nós, mulheres, falamos sobre como é ser criada em uma sociedade machista, certo? Essa educação, além de nos afetar, é prejudicial aos próprios homens, e é disso que trata a masculinidade tóxica.

Esse conceito explica que a forma como a masculinidade é ensinada, geração após geração, é tóxica também para os homens e afeta todas as pessoas da sociedade. Desde pequenos, é comum que eles sejam ensinados a esconder os sentimentos, por exemplo. É super comum que muitos deles já tenha escutado a frase "homem não chora, né?

No entanto, pensamentos como esse geram consequências futuras que impactam a vida de todos. Eles formam homens que não sabem conversar e expressar seus sentimentos e que, muitas vezes, só conhecem o caminho da violência para fazê-lo.

Já que entramos nesse assunto, a comunicação é um fator-chave de tudo isso. Por não serem estimulados a falar e a demonstrar o que sentem, do que gostam ou não gostam, muitas vezes, os homens se tornam mais fechados e não conseguem demonstrar suas fragilidades. Tornam-se reféns da imagem de provedor e chefe de família.

Algumas ideias enraizadas na masculinidade tóxica

O conceito de masculinidade tóxica também pode ser facilmente visualizado em algumas outras frases e pensamentos que se tornaram comuns na sociedade. Separamos alguns deles para você entender melhor:

Precisar demonstrar força ou violência

Como vimos acima, a violência é um dos caminhos que os homens procuram para se expressar, já que nem sempre conseguem fazer isso por meio da comunicação. E, vamos deixar claro, mesmo fazendo a associação desses dois fatores, isso não é e não deve ser uma justificativa para a violência. É preciso trabalhar a inteligência emocional.

Outro comportamento comum da sociedade é cobrar uma postura violenta e forte do público masculino. Além disso, existe a ideia de que eles podem ser violentos verbal ou fisicamente apenas por serem homens, e isso é completamente errado, ok?

Não fazer atividades domésticas

Um dos motivos que levam muitos casais a brigarem está relacionado às tarefas domésticas. Isso acontece porque o comportamento masculino se coloca em uma posição de quem não precisa ajudar e que essa é uma tarefa feminina. Nesse caso, o pensamento é um reflexo da masculinidade tóxica na sociedade.

O conceito de “homem molenga”

Esse termo está relacionado ao comportamento masculino nos relacionamentos, quando os homens dividem as tarefas, por exemplo. Muitas vezes, eles acabam sendo definidos por outros homens como “molengas” ou outros termos pejorativos para deslegitimar essa atitude mais igualitária com a mulher.

Ou seja, quando eles ajudam com as sacolas das compras, levam o carrinho de bebê, trocam a fralda e auxiliam nas tarefas domésticas. A pessoa que julga essas atitudes, em geral, está reivindicando o conceito de masculinidade tradicional, em que os homens não se comportam dessa forma e se colocam em uma posição acima das mulheres.

Como assim não quer sexo sempre?

Não tem como falar de masculinidade tóxica sem abordar a sexualidade. Por muito tempo, os homens eram retratados, inclusive na mídia e em filmes, como uma figura sempre em busca de ter relações sexuais. Além de diversos estereótipos sobre como deve ser o comportamento masculino no amor.

Dessa forma, esse é comportamento considerado “normal” por homens e mulheres. Quando um homem diz que não quer, não se sente disposto ou só não está afim, gera um certo estranhamento. Mas, da mesma forma como nós não queremos sempre ter relações sexuais, eles também têm esse direito, certo?

A masculinidade tóxica afeta a saúde dos homens

Bom, até aqui deu para perceber que esse conceito está diretamente relacionado com a visão estereotipada do homem, não é mesmo? E existe um probleminha com isso: além de fazer mal para as relações na sociedade, também está afetando-os pessoalmente.

Segundo um relatório da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS), um em cada cinco homens morre antes dos 50 anos. E esses números estão muitas vezes associados a alguns conceitos da masculinidade tóxica.

As expectativas geradas em cima deles, como as de serem provedores das famílias, sexualmente dominantes e não procurarem ajuda quando não se sentem bem, gera diversas consequências. Esses fatores estão relacionados com as altas nas taxas de suicídio, homicídio, acidentes de trânsito e o desenvolvimento de vícios.

Ou seja, a ideia predominante na sociedade de que homens não precisam ter autocuidado e devem negligenciar sua saúde física e mental está realmente afetando suas vidas! :O

Como podemos ajudar

Não precisamos ser as salvadoras da pátria, mas conhecer a masculinidade tóxica e o conceito por trás dela é muito importante! Isso porque, assim, podemos educar nossos filhos de forma diferente, além de dar uns toques para nossos amigos e parceiros. E isso é suuuper importante!

Existem grupos que tentam repensar e fugir desses conceitos. Muitos dos homens que fazem parte deles contam que começaram a perceber esses estereótipos tóxicos por causa de conversas e apontamentos de suas parceiras e amigas.

Quando falamos em igualdade de gênero, também discutimos os papéis de cada um da sociedade e observando como dividir algumas responsabilidades é importante. Esperamos que com este texto a gente tenha te ajudado a entender um pouquinho mais sobre esse assunto que é tão tão importante e necessário de ser discutido"<3



últimos posts

vamos conversar sobre sonhos? | pantys
vamos conversar sobre sonhos?

dos mais simples aos mais complexos, passando por aqueles sem pé nem cabeça: você sabia, amiga, que os sonhos têm uma importância vital na solução de questões particulares e até coletivas?

ler mais >
você sabe o que é interseccionalidade? | pantys
você sabe o que é interseccionalidade?

entender isso é essencial para a construção de um mundo mais justo. mas, se você está confusa e se perguntando como reconhecer as diferenças que temos pode auxiliar na conquista da igualdade, a gente explica.

ler mais >
amiga, você tem facilidade em parar? | pantys
amiga, você tem facilidade em parar?

você se lembra da última vez que realmente esteve presente no momento? sem estar scrollando eternamente o feed do instagram, sem pensar naquela entrega de trabalho ou nas demandas familiares?

ler mais >

cool. absorbing. obvious.