frete grátis nas compras acima de R$200 ♡ siiim, por nossa conta!

0

sua sacola está pelada

dicionário pantys: empoderamento feminino

dicionário pantys: empoderamento feminino | pantys

Já reparou que algumas palavras estão super presentes na nossa vida, mas no fundo a gente não tem certeza sobre seu significado ou sente que tem mais coisa que deveria saber? Pois bem, a gente entende exatamente esse sentimento e queremos ajudar a mudar isso, por isso hoje estamos lançando o dicionário pantys!

Ao longo do ano, aqui no Blog, vamos trazer palavras, termos e expressões para guiar mergulhos mais profundos. Informação é poder, é força, e foi exatamente isso que nos levou à palavra que escolhemos para lançar o dicionário: empoderamento. Uma das formas de se oferecer ou obter poder é por meio do conhecimento e da conscientização, e esses são exatamente os nossos objetivos com esse dicionário.

A linguagem é um espelho da nossa realidade, então entendendo de verdade alguns termos, estamos nos conectando mais plenamente com nosso tempo.

Mas por que surgem palavras novas? Gostamos da explicação do teórico russo Mikhail Bakhtin para essa pergunta: ele disse que a língua é tão viva como nós e passa por processos semelhantes aos dos seres vivos - existem palavras que nascem, palavras que se modificam e palavras que morrem. Essas mudanças não vêm para complicar, mas para sustentar visões e fatos que são relevantes agora e nos ajudam a organizar nossa sociedade. Ao dar nome às coisas, nós damos importância a elas. Elas passam a fazer parte consciente do cotidiano e da cultura, alcança mais pessoas e possibilita atalhos para discutir certos assuntos e até chamar a atenção sobre algum tema.

Sim, sempre existirão coisas que não precisam ser nomeadas, como sensações e sentimentos profundos que fazem nos sentirmos mais vivas, mas, por outro lado, existem palavras que trazem força a ideias essenciais na nossa jornada do feminino. Então, que tal conhecer de forma mais profunda alguns termos da nova era? A nossa era. E se informação é poder, então toma!

empoderamento

A palavra empoderamento já está presente em alguns dicionários é uma das mais usadas pelo feminismo contemporâneo, movimento negro e movimentos sociais como um todo. A internet foi o principal território para disseminação desse termo que, há menos de uma década, teve um aumento significativo de buscas no Google, com picos durante as grandes manifestações feministas no país e sendo a palavra mais buscada em dicionários em 2016. Um conjunto de fatores contribui para isso, entre eles: é um termo relativamente novo em português, o que atraiu atenção; esses movimentos sociais se popularizaram muito recentemente e, além disso, é uma palavra que sintetiza uma das principais aspirações desses movimentos. Podemos dizer que ela traduz bem o espírito do tempo atual.

a origem do conceito “empoderamento”  

O conceito tem origem na língua inglesa, em 1977, com o psicólogo norte-americano Julian Rappaport, que cunhou o termo “empowerment” a partir da palavra “power” (“poder”) para defender que era preciso dar ferramentas para que certos grupos oprimidos tivessem condições e autonomia de se desenvolver. Já aqui no Brasil, o conceito em português ganhou vida com um neologismo criado por Paulo Freire, trazendo a ideia que o indivíduo é quem toma posse desse poder, que se empodera - ao contrário do termo em inglês, que denota dar ou receber poder mais passivamente de outro.

Se a gente lembrar das aulas de gramática do colégio, vamos perceber que a palavra “empoderamento” é formada pelo prefixo “em”, que indica proximidade, introdução, movimento para dentro - e isso pode nos ajudar a entender o porquê do conceito ter um sentido um pouco diferente em português.

Em resumo, podemos dizer que existem duas formas principais de enxergar o termo: o poder de fora para dentro (que é concedido) e o poder que vem de dentro para fora (a pessoa se empodera). O segundo, defendido por Paulo Freire, tira a função assistencialista e estimula a conquista de autonomia, pois a consciência é irreversível.

definição de elevador

Se estivéssemos no elevador com você e precisássemos resumir o que é empoderamento, nós diríamos que é algo que representa o ato ou a ação de empoderar-se, de conquistar consciência social e conhecimento e, com isso, realizar transformações de ordem social, política, econômica e cultural de um certo grupo social.

Empoderamento é um processo, e o primeiro passo dele é reconhecer que existem grupos que vivem com desvantagens e que precisam ter mais poder de decisão e, com essa consciência despertada, estimular e exigir mudanças para aumentar a igualdade.

o significado popularizado

Como contamos no começo do texto, a palavra "empoderamento" já foi internalizada na língua portuguesa e faz parte do nosso vocabulário do dia a dia - e isso é ótimo! Porém, pode ser que a palavra acabe tendo seu sentido banalizado caso o uso não seja cuidadoso, e isso já aconteceu com muitas outras palavras antes. Se tudo for empoderamento, então nada será empoderamento, né? Por isso, a nossa dica é usá-la com muito carinho para que a gente preserve seu significado que é tão poderoso.

A gente gosta muito de enxergar o “power” de empoderamento como “força”, um processo de adquirir fortalecimento e autonomia. Uma pessoa que se engaja em uma reivindicação, por exemplo, com conhecimento de causa e totalmente consciente do que está fazendo, é um indivíduo empoderado - e dificilmente alguém vai passá-lo para trás na defesa o grupo que ele pertence.

empoderamento feminino

Ao entrar especificamente em empoderamento feminino, estamos falando sobre ter consciência e buscar se libertar de padrões, expectativas e preconceitos que nos são impostos por conta do nosso gênero feminino. Padrões de funções, comportamento e corpo que estamos deixando para trás. Não é fácil, é um processo, mas estamos nos saindo muito bem, obrigada.

Outro sentido está relacionado ao fato de encorajar mulheres a, por exemplo, assumir posições de liderança, ter mais autonomia no mercado de trabalho ou na família e dar suporte e conhecimento para que nós tenhamos liberdade para sermos quem a gente quiser. Os elogios são um ótimo exemplo para percebemos como podemos contribuir para o processo de empoderamento de outras mulheres. Imagine só: uma menina de 7 anos que apenas escuta pessoas dizendo coisas como “parabéns, você é muito bonita”, provavelmente vai crescer pensando que sua maior qualidade tem a ver com aparência física. Uma atitude que contribui mais para seu empoderamento é elogiar sua coragem e sua inteligência, estimulando que ela se torne uma mulher confiante e consciente de sua capacidade, que não aceitará papéis ou rótulos impostos no futuro.

empoderamento e visibilidade

Muitas vezes a palavra empoderamento é usada como sinônimo de visibilidade, o que merece ser analisado. Por exemplo, a divulgação de mulheres negras em posições de liderança é importante para quebrar os estereótipos ruins e ampliar nossa visão de mundo. Neste caso, tornar esse grupo “visível” e representá-lo pode ser considerado uma parte do todo. Como o empoderamento é um processo, podemos entender a visibilidade como uma etapa dessa caminhada de empoderar-se. Mas o empoderamento não para por aí: é preciso ter ações efetivas de integração dos grupos sociais em nossa sociedade, garantindo educação, oportunidades e voz a todas e todos.

Um ótimo exemplo é a campanha criada pela MORE GRLS, uma plataforma de talentos criativos femininos que lançou um desafio para que as agências assumam o compromisso de ter mais de 50% de mulheres em suas equipes de criação, aumentando não só visibilidade, mas também a representatividade, garantindo o empoderamento das criativas. Já a Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e Empoderamento das Mulheres (ONU Mulheres), não apenas adotou o termo, como desenvolveu uma lista com 7 princípios básicos do empoderamento feminino no âmbito social e profissional.

Viu como um aprofundamento do termo nos levou longe? Agora já somos capazes de fazer um uso mais consciente desse conceito. E o mais importante: nos tornamos mais capazes de compartilhar esse conceito com outras pessoas, tendo a chance de torná-lo mais democrático. É uma forma de extrapolar nossas bolhas sociais, afinal, o empoderamento vem justamente para incluir e aproximar.

Quando entendemos o conceito sob várias perspectivas, fica claro que o empoderamento das mulheres é bom não só para nós mas para a sociedade inteira.

E para você, o que vem à cabeça quando pensa nessa palavra? Conta pra gente nos comentários, vamos conversar? Se tiver sugestões para os próximos termos do nosso dicionário, compartilha aqui. Vamos juntas!



últimos posts

amamentação em público: ainda um tabu? | pantys
amamentação em público: ainda um tabu?

Tirem sua censura dos nossos mamilos, que queremos transbordar o nosso amor.

ler mais >
Bia, Larissa, Luedji e Xênia: vozes que movimentam | pantys
Bia, Larissa, Luedji e Xênia: vozes que movimentam

Que honra é viver no mesmo tempo que essas brasileiras potentes que chegaram para escancarar de vez a importância do protagonismo negro. Vamos ouvir o que essas mulheres tem a nos dizer e amplificar a voz delas por aí?

ler mais >
o mito da mulher louca | pantys
o mito da mulher louca

Falar sobre insatisfações, ser firme em nossas opiniões, demonstrar sentimentos, ter sensibilidade: nada disso nos faz loucas, isso nos faz apenas humanas. Bora entender mais os efeitos desse rótulo que há tanto tempo é usado contra nós mulheres?

ler mais >

cool. absorbing. obvious.

qual é o meu tamanho?