frete grátis acima de R$200 \o/

0

sua sacola está pelada

as deusas antes de nós

Nós sabemos bem que o nosso corpo é cíclico e cheio de fases que nos renovam e equilibram todinha. Entender melhor o significado e a características de cada uma delas pode ajudar a gente a nos preparar para cada um desses períodos e aproveitar o melhor de cada fase. Nós já falamos de como nosso ciclo pode ser melhor compreendido quando nos relacionamos com as fases da lua e com as estações do ano, esses recursos nos conectam com a nossa ancestralidade, deixando tudo beeem mais simples de ser entendido e memorizado. Hoje queremos falar de quatro deusas e aprender o que elas podem nos ensinar sobre as diferentes fases do nosso corpinho. Deusas que somos, vamos lá?  

 Perséfone: Menstruação – Inverno – Lua Nova

Perséfone é a deusa da sabedoria, da intuição e do mundo subterrâneo. Ela é representada pela Lua Nova, que se relaciona com uma fase de mais introspecção. A Lua Nova é também conhecida como a Lua Negra, dizem que é um tempo de plantio e planejamento. É também uma boa época para fazer uma limpeza e renovação das energias. Todo esse recolhimento e essa sensação de fazer um balanço de tudo o que já passou lembra muito a fase inicial do nosso ciclo, a fase da Menstruação. Esse é um tempo em que nós nos encontramos mais imersas em nosso mundo interior, em contato com as nossas diferentes subcamadas. Com ela podemos nos conectar melhor com a nossa sabedoria e intuição.

Assim como Perséfone, conhecia como a deusa do submundo na mitologia grega. Perséfone era uma mulher muito bonita, que atraiu a atenção de muitos olhares. Ela se casou com Hades, o senhor dos mortos, e aprendeu a governar o mundo de seu marido, além de conhecer todos os seus mistérios. Por isso ela é representada também pelo inverno, uma fase de resguardo, de ficar mais tempo no escuro e descansar. Faz todo sentido quando pensamos na primeira fase da menstruação, não é mesmo? Nesse período os hormônios estão em baixa e podemos tirar muito proveito de toda essa introspecção para nos conhecermos melhor e deixar que o corpo descanse e se prepare para as próximas fases. É tempo de planejamento.

Artemisa (Ártemis): Pré-ovulação – Primavera – Lua Crescente

Artemisa é conhecida como a deusa da lua, da caça e dos animais selvagens, é uma verdadeira guardiã da natureza. Ela era forte, vigorosa e saudável. Dizem que quando ela ainda era uma criança, Zeus a questionou sobre seu maior desejo para seu aniversário, e ela lhe pediu, sem hesitar, que pudesse circular livremente pelas matas, ao lado dos animais ferozes. Imagina que incrível, não é mesmo? Dizem que sua figura é sempre encontrada correndo por bosques, florestas e matas, livre como um pássaro.

Essa deusa é representada pela primavera, uma simbologia de sua energia radiante, cheia de luz e florescimento abundante. Assim como ela, nossa fase de pré-ovulação, que acontece logo depois do fim da menstruação, costuma ser cheia de energia. É uma fase que se relaciona com a Lua Crescente, quando o nosso brilho começa a aumentar. É um momento ótimo para a criatividade, para aproveitar o movimento constante e fluido do corpo, planejar e pensar em coisas novas. Esse período pode ser um tempo motivador para colocar ideias em andamento e para se movimentar na direção de novos caminhos. Aqui os nossos hormônios começam a crescer, trazendo junto toda essa disposição nova. É tempo de florescer e dar forma aos nossos planos.

Pachamama: Ovulação – Verão – Lua Cheia

Pachamama é a nossa Mãe Terra, a energia máxima do feminino. Ela é uma divindade relacionada com a terra e a fertilidade, uma deusa que produz e é capaz de trazer prosperidade, sustento e boa energia. Pachamama é aquela semeia a vida no mundo, uma energia materna, conhecida como uma divindade de origem Inca geradora da vida. Essa deusa nos lembra que tudo está conectado e que todos os ciclos estão presentes dentro de nós. É uma energia poderosa, representada também pela Lua Cheia e pelo Verão. A Lua Cheia se encontra e posição oposta ao sol e reflete toda a luz do astro solar, é uma etapa de amadurecimento e de muita sensibilidade.

No nosso ciclo menstrual, esse tempo tão importante é conhecido como Ovulação, quando nossos hormônios continuam a crescer até atingir um pico. É uma fase de muita beleza, disposição e libido. É possível sentir essa energia circulando por todo o corpo e o ideal é aproveitar essa fase para realizarmos muitas coisas. É tempo de colocar os planos em ação e colher tudo o que semeamos durante o tempo da Lua Nova.

Lilith: Fase Lútea – Outono – Lua Minguante

Lilith representa a busca de sua própria afirmação, conhecida também como uma mulher sedutora e que não submete seu corpo às regras masculinas. Por suas origens de força a independência, contrárias à figura feminina em outros tempos, Lilith chegou a ser conhecida como um demônio no corpo de uma mulher. No entanto, em interpretações contemporâneas, Lilith é reconhecida como um símbolo da luta contra o patriarcado, firmando sua imagem como símbolo da subversão feminina.

Ela está profundamente conectada com a sexualidade da mulher e se relaciona também com a Lua Minguante e o Outono. Lilith representa a força feminina que não se submete aos desejos insatisfeitos e pode se conectar com a nossa fase Lútea, quando os hormônios começam a baixar e nos sentimos mais introspectivas. É uma etapa que se relaciona com a Lua Minguante, que vai decrescendo para chegar à Lua Negra. É um tempo de finalização, desintegração, reorganização, reflexão e descanso.

Aqui, nosso ciclo está terminando e, assim como na natureza, podemos nos desfazer de tudo o que não foi usado, como folhas secas. Nessa fase, é normal que a energia de recolhimento esteja mais forte, a ideia é se questionar, se reencontrar com um espaço mais interior. É tempo de se livrar de tudo o que não funciona e assumir o nosso poder.

Cada história mitológica sempre tem muito a nos ensinar e podermos nos reconectar com essas deusas parece deixar ainda mais claro o quanto nosso ciclo menstrual e as emoções que cada fase desperta, são sim muito naturais e mágicas. Nosso corpo cíclico nos dá a possibilidade de conhecermos diferentes sombras e poderes que carregamos e isso é infinito.


2 Respostas

Telma
Telma

julho 21, 2020

Ameiii❤️

Telma
Telma

julho 21, 2020

Ameiii❤️

deixe um comentário


últimos posts

os elementos da natureza e nossa saúde | pantys
os elementos da natureza e nossa saúde

nossa saúde e bem-estar tem muito a ver, também, com a saúde e o bem-estar do planeta. você também acha isso?

ler mais >
em nosso aniversário de três anos, um presente para o planeta | pantys
em nosso aniversário de três anos, um presente para o planeta

Preparamos uma surpresa direto do futuro das amigas do planeta: passamos a neutralizar a emissão de carbono das nossas calcinhas!

ler mais >
5 maneiras de deixar a lixeira da sua casa mais sustentável | pantys
5 maneiras de deixar a lixeira da sua casa mais sustentável

Oi, tudo bem? Aqui é a Fe Cortez, colunista convidada do blog da pantys e idealizadora do Movimento Menos 1 Lixo. Uma das dúvidas que mais recebemos é: como abolir as sacolas de plástico na lixeira de casa? Mas, antes, vamos entender melhor por que isso é tão importante e urgente? Vem comigo

ler mais >

cool. absorbing. obvious.