Os Maiores Mitos Menstruais do Mundo | Pantys

volta ao mundo em mitos menstruais

Oie! Aqui é a Victoria Dezembro, colunista convidada do blog da Pantys e fundadora do Projeto Luna, uma ONG de combate à pobreza menstrual. Estou muito feliz de poder estar aqui falando sobre um assunto que gosto MUITO de falar e sobre o qual falo TODOS os dias: menstruação!

Hoje faremos uma volta ao mundo explorando os diferentes tipos de mitos relacionados à menstruação presentes em diversas culturas.
Mas antes de entrarmos com pressa no tema, uma dúvida: você já se perguntou por que é que a menstruação é um tabu? Logo a menstruação que é um processo fisiológico normal, que faz parte do cotidiano de mais da metade da população mundial? De onde veio isso?

A criação do tabu menstrual aconteceu de forma independente, mas o encontramos, de forma recorrente, junto a diversos povos, etnias e geografias. Apesar de não haver uma comprovação exata da origem dessa crença, a teoria mais aceita é a de que o tabu em
torno da menstruação foi criado pelo patriarcado, como forma de controle das mulheres e mantendo-as em casa, como membros não-ativos em diferentes sociedades.

Tá, mas isso foi há muito tempo atrás né?
Não! Embora nos dias de hoje as mulheres tenham conquistado espaços, direitos e um alto grau de liberdade, a cultura em torno dos mitos menstruais ainda existe e restringe a
participação de meninas e mulheres em atividades sociais, profissionais educativas e até domésticas. O impacto desses tabus a longo prazo, pode levar a desafios significativos no
controle menstrual, impactos severos na saúde reprodutiva, ostracismo social, doenças e até a morte. Bom, vamos lá!

  • Japão - Até hoje existe uma crença que o ciclo menstrual impede mulheres de prepararem sushi pois, durante a menstruação, a temperatura do corpo de uma mulher subiria e esse aumento poderia causar alterações na qualidade e no sabor do sushi. Estima-se que as
    sushiwomen representem menos de 10% dos chefs de sushi no Japão.
  • Nepal – Em parte do país, meninas e mulheres são consideradas impuras e “portadoras de azar” durante o ciclo menstrual, sendo “exiladas” em cabanas na mata durante a duração do ciclo. Vulneráveis a ataques de animais, abuso sexual e temperaturas congelantes, várias mulheres morrem todos os anos em decorrência da prática.
  • Índia – em algumas regiões indianas, as meninas e mulheres são proibidas de entrarem na cozinha e de prepararem as refeições, pois a menstruação as tornariam sujas, podendo contaminar a refeição de sua família. Pelo mesmo motivo, mulheres no ciclo menstrual também são proibidas de entrarem em locais religiosos, como templos.
  • Suriname – Em certas partes do Suriname, acredita-se que o sangue menstrual seja perigoso, e uma pessoa má poderia fazer mal a uma mulher ou menina menstruada usando magia negra (“wisi”). Também acredita-se que uma mulher possa usar seu sangue menstrual para impor sua vontade sobre um homem.
  • México – Existe a crença de que praticar exercícios físicos durante a menstruação pode danificar o útero.
  • Gana - As pessoas são convidadas a comer um ovo cozido inteiro quando menstruam pela primeira vez. Se não o fizerem, ou então se comerem apenas parte do ovo, é considerado azar para seus futuros filhos.
  • Malásia - Absorventes usados precisam ser lavados antes do descarte, caso contrário, fantasmas podem te perseguir.
  • Argentina e França – As mulheres não deveriam preparar maionese durante o ciclo menstrual, pois a maionese poderia coalhar.
  • Uganda - Pessoas menstruadas não devem beber leite de vaca, pois podem contaminar todo o rebanho. Muitos proprietários de gado não permitem que mulheres menstruadas cuidem de suas vacas, por medo de que o leite fique sangrento.
  • Filipinas - Após a primeira menstruação, as meninas deveriam lavar o rosto com o sangue menstrual para ter uma pele livre de acne pelo resto da vida.
  • Bolívia - Muitas meninas em idade escolar acreditam que o descarte impróprio de absorventes pode causar câncer. Por isso, elas relatam carregar absorventes usados em suas mochilas porque acreditam que o sangue pode causar doenças se entrar em contato com outro lixo.
  • Afeganistão - Não há nenhuma explicação do porquê, mas meninas são orientadas durante a menstruação a não comer carne, arroz, vegetais ou alimentos ácidos, não beber água fria e não sentar no chão molhado. Também acredita-se que tomar banho durante a menstruação pode tornar uma menina infértil.
  • Bangladesh - Na cultura bengali, as mulheres geralmente são consideradas impuras durante a menstruação. Acredita-se que uma mulher menstruada tenha o poder de poluir ou destruir. Ela também é considerada um risco para a possessão por espíritos malignos.

Por isso tudo, até hoje, uma mulher menstruada:

> Não deve dormir com o marido, pois isso o prejudicaria."

> Não deve tocar em um livro sagrado ou fazer suas orações.
> Não deve visitar pessoas doentes ou mães com bebês recém-nascidos. Isso traria danos ou causaria doenças.
> Não deve sair de casa porque pode ser atacada por espíritos malignos que podem torná-la infértil, e por aí vai...

Quantas crenças diferentes! Pode até parecer surreal para nós, né amiga? E tão importante conversarmos e nos educarmos sobre menstruação.

E lembre-se: quem deve determinar o que você pode ou não pode fazer quando estámenstruada é você! <3



últimos posts

você é uma mulher que não aceita o silêncio de outras mulheres?
você é uma mulher que não aceita o silêncio de outras mulheres?

ler mais >
hemorragia menstrual: o que é e quais são as principais causas? | pantys
hemorragia menstrual: o que é e quais são as principais causas?

você sabia que uma das causas mais recorrentes das consultas ginecológicas está relacionada a identificação e tratamento de hemorragia menstrual? 
ler mais >
comer intuitivo: comendo bem e saudável sem sofrer | pantys
comer intuitivo: comendo bem e saudável sem sofrer

se a palavra "dieta" já te causa um certo desconforto só de ser mencionada, já identificamos o primeiro sinal de como a nossa mente foi treinada para entender a alimentação...
ler mais >

cool. absorbing. obvious.

estamos adicionando pantys na sacola...