período fértil: a fase mais alto astral do nosso ciclo

período fértil: a fase mais alto astral do nosso ciclo | pantys

Quase toda mulher sabe quando a fase pré-menstrual chega, mas e a fase ovulatória? Você consegue reconhecer? Tudo é equilíbrio, manas, do mesmo jeito que existe uma fase de mais pausa e recolhimento, existe a fase oposta-complementar, e ela é puro alto astral, então vamos exaltá-la porque ela é o-má-xi-mo mesmo.  

O máximo em vários sentidos: é pico de hormônio, de libido, de fome, de disposição, de brilho, de bem-estar, de muita coisa boa. Sério, a gente tá muito feliz em fazer esse texto, porque não podemos deixar essa maravilhosidade toda passar quase despercebida, temos que utilizar esse potencial e jogar esse corpinho no mundo para viver o que ele pede. E, se tem uma fase do ciclo que pede para ser vivida, é essa.

Claro, cada ciclo é único e particular, não existem regras de comportamento ou sensações, porém existe sim um toque de magia e biologia na ovulação que deixa tudo mais favorável. Nosso corpo nos envia vááários sinais de que está ovulando e quando aprendemos a ler essas mensagens, temos o poder de viver da melhor forma possível essa fase.

Um dia estamos lá, querendo silêncio, às vezes com cólica, energia baixinha, bemmenstruaditas, aí passa uns dias e de repente vem uma disposição, a gente se olha no espelho e parece que a gente fica mais bonita, a pele mais brilhante e um otimismo. Aí a gente pensa: mas semana passada eu tava triste e agora eu tô feliz do nada, será que sou louca? A resposta é: não é do nada e jamais pense que você é louca, você é apenas cíclica e isso é lindo. Quando temos consciência dessas mudanças, conseguimos enxergar a sorte que temos em poder vivenciar tantas facetas diferentes de nós mesmas a cada mês.

quando essa fase acontece?

A ovulação é a terceira fase do ciclo (fase um: menstruação, fase dois: pré ovulação, fase três: ovulação e fase quatro: pré-menstruação). Ela acontece, em geral, na metade do ciclo - por exemplo, se o ciclo for de 28 dias, você provavelmente vai ovular dia 14, se for de 22 dias, dia 11 e assim por diante. Para fazer essa contagem, o primeiro dia da última menstruação é considerado o dia 1 do ciclo sempre. Mas é importante saber que nem sempre é exatamente na metade, ok? Por isso, além dos cálculos é sempre importante observar o corpinho.

biologicamente: o que está acontecendo dentro do meu corpinho?

Vamos entender de uma vez por todas o que acontece dentro da gente nessa fase? Tentamos simplificar ao máximo essa explicação, então vem com a gente que informação é poder.

Primeiro é importante lembrar que a função reprodutiva do nosso ciclo é amadurecer e liberar um único óvulo para que ele possa ser fecundado naquele mês. Assim que acaba a menstruação, os hormônios já começam a subir e preparar todo o ambiente, dando início ao amadurecimento desse óvulo dominante, o “escolhido”, mas ele ainda está dentro do folículo, que é tipo uma capinha protetora.

Acontece que rola um auge de liberação do LH (hormônio luteinizante), e esse pico faz com que o folículo que abriga o óvulo serompa.Exatamente isso que é a ovulação: a liberação do óvulo maduro do ovário para as trompas! Simples e poderoso.

A ovulação ocorre normalmente de 24 a 36 horas após o aumento de hormônio luteinizante (LH). Mas Pantys, então só posso engravidar nesse período? Nada disso! O espermatozóide pode permanecer ativo por até 5 dias, portanto, se você tiver relações nesses dias anteriores à ovulação, o risco é altíssimo, por isso consideramos que o período fértil tem duração de 6 dias. Então, se não for da sua escolha engravidar, melhor se proteger.

Recapitulando para fixar: nosso ovário cria folículos que viram uma espécie de casquinhas cheias de fluídos para abrigar o óvulo e protegê-lo até ele amadurecer. Durante a fase pré-ovulatória, todos os folículos foram estimulados pelos hormônios, mas um respondeu mais e esse é o chamado folículo dominante, ou seja, o que vai conseguir, de fato, amadurecer o óvulo que está dentro dele e que agora será liberado dos ovários para as nossas trompas.

cólicas epontada de Mittelschmerz

Muitas mulheres sentem o momento exato da liberação do óvulo maduro do ovário para as trompas, que gera uma dorzinha pélvica parecida com a cólica menstrual, esse fenômeno tem até nome: Pontada de Mittelschmerz - essa palavra cheia de consoante vem do alemão e, em tradução livre, significa “dor do meio”, já que ocorre na metade do ciclo menstrual. A gente recomenda muito que você acompanhe seu ciclo em algum aplicativo para poder identificar esse dia, é uma grande emoção sentir o momento exato da ovulação. Ah, em alguns casos pode até rolar um pequeno sangramento, mas em pouco volume, passando até despercebido.

muco cervical: transparente e elástico

Chega mais para sacar essa perfeição do sistema mágico do nosso corpo: o processo de liberação do óvulo maduro (lá quando a cápsula protetora se rompe, lembra?), estimula um hormônio chamado Estradiol que produz uma secreção característica, deixando tudo bem lubrificado e perfeitinho para a fecundação. Não é a coisa mais perfeita? Nesse período temos um maior volume de secreção e é fácil de reconhecê-la: também chamada de muco cervical, ela é transparente e elástica, parece uma clara de ovo crua. Além de deixar tudo bem lubrificado, esse fluido pegajosinho contém nutrientes para que os espermatozoides sobrevivam por mais tempo. Loucura, né?

período fértil para ideias: criatividade e realização

É muuuito importante lembrarmos que ovulamos todos os meses não só para gerar uma possível vida, mas para que nosso corpo se renove, essa é a nossa forma de nos equilibrarmos também. Nesta fase podemos dar luz à projetos e ideias, trazendo o conceito de “fértil” de forma mais ampla. No livro Lua Vermelha, Miranda Grey partiu exatamente dessa observação, ela percebeu que se usasse as potencialidades de cada fase poderia ser mais produtiva no trabalho, nas relações e viver mais em paz com seu ciclo e consigo mesma.Se na fase da menstruação nós estamos mais propensas a refletir e planejar, na ovulação podemos usar nossa força para realizar. Essa é a época que nos sentimos no nosso auge não só de beleza, mas de raciocínio e agilidade, afinal, nosso corpo está funcionando a todo vapor com a força da criação, nada mais justo que usar essa energia da criatividade.

verão e lua cheia

A fase ovulatória é associada ao verão e o primeiro motivo é que o alto nível de progesterona aumenta, de fato, nossa temperatura corporal. Mas é um aumento bem sutil que só pode ser visto por meio de um termômetro basal (aquele que mostra as casas decimais).É muito fácil visualizar porque a ovulação é o verão feminino, é só pensar em como vivemos essa estação: queremos sair, aproveitar, fazer coisas e viver mais situações sociais, ou seja, a gente fica mais propensa a botar a cara no sol e nos divertir. Então, amiga, quando se sentir bem solar, é provável que você esteja ovulando, fique atenta e aproveite muito.

Outra associação feita ao período fértil e que torna tudo mais didático (e poético), é a lua cheia. Afinal, estamos na pura vida, mais expansivas, brilhantes e nossa influência está mais nítida, tanto para nos iluminar quanto para iluminar os outros.

Autoconhecimento é poder, por exemplo, agora que sabemos as maravilhas dessa fase podemos aproveitar ao máximo seu potencial. Quanto mais vamos observando, mas vamos nos relacionando melhor com nosso ciclo e também com nosso corpo, respeitando seu tempo e sua essência cíclica. Sim, durante um único ciclo somos muitas, e todas elas são mulheres incríveis!

*As informações deste texto não substituem uma consulta com sua médica ginecologista, é apenas um começo de conversa para descomplicar e nos amarmos mais em cada mudança.



últimos posts

bell hooks e lélia gonzalez: ler é uma forma de agradecer! | pantys
bell hooks e lélia gonzalez: ler é uma forma de agradecer!

Final de ano é tempo de atualizar a leitura. Hoje apresentamos e recomendamos duas obras de escritoras potentes do feminismo que tem muito a nos ensinar.

ler mais >
liberdade: substantivo feminino | pantys
liberdade: substantivo feminino

O que é essa liberdade que tanto buscamos? Ou melhor, o que pode ser? Hoje vamos falar de liberdade, esse conceito tão importante e que nos move a ir cada vez mais longe.

ler mais >
celebrar e honrar: movimentos contemporâneos que nos levam adiante | pantys
celebrar e honrar: movimentos contemporâneos que nos levam adiante

Acreditamos que acompanhar e apoiar ativamente os movimentos atuais pautados na cultura negra nos leva muito adiante, enquanto indivíduos e sociedade. Vamos reverberar esses projetos incríveis?

ler mais >

cool. absorbing. obvious.