frete grátis acima de R$200 \o/

0

sua sacola está pelada

manual de introdução à ginecologia natural

manual de introdução à ginecologia natural | pantys

“As flores do meu jardim

serão minhas enfermeiras”

[Violeta Parra]

Com essa citação começa o livro maravilhoso que indicaremos hoje. Já pensou se alguém ficasse quase uma década pesquisando práticas naturais de cura da saúde sexual feminina por toda a América do Sul e catalogasse esses aprendizados para nós? Pois bem, Pábla Perez San Martín nos presenteou com esta obra que acaba de ser lançada em sua terceira edição, mais completa do que nunca, o “Manual de Introdução à Ginecologia Natural”.

Estamos sempre falando que autoconhecimento e autocuidado são importantes, que a escola não ensina muito sobre anatomia feminina, que precisamos nos conectar com nosso útero, certo? Esse manual nos guia para conseguirmos resolver várias dessas questões, de forma simples, prática e muito afetiva. Pábla é chilena, investigadora social, escritora e parteira tradicional, a partir de seus estudos de sociologia, pesquisou alternativas naturais para a cura ginecológica por meio de ervas medicinais.

Poderíamos dizer que é o manual da mulher moderna, mas é também da mulher ancestral e esse é um ponto central do livro: o moderno é ser ancestral, buscando alternativas holísticas de cura. Essa volta às raízes é muito importante para respeitarmos as mulheres que vieram antes de nós e para aprendermos com elas sobre a força da natureza externa (plantas) e da natureza interna (corpo).

“A igreja diz: o corpo é uma culpa.

A ciência diz: o corpo é uma máquina.

A publicidade diz: o corpo é um negócio.

O corpo diz: eu sou uma festa.”

[Eduardo Galeano]

Olha, a gente já indicou muito livro por aqui, mas se pudéssemos escolher só um essencial, com certeza seria este. Amigas, é uma revolução! É uma apresentação não apenas da nossa anatomia profunda do nosso, o que ela faz muito bem nos primeiros capítulos, mas das diversas camadas que compõem o nosso ser. Ela traz uma visão integrada de mente, corpo e espírito, nos lembrando que não somos matéria física com vida mas uma energia que habita um corpo, por isso precisamos dedicar tempo não apenas para a cura de doenças, mas para desconstrução de crenças e de traumas que podem estar se manifestando por meio delas.

“Tudo isso não serve de nada se não estivermos conectadas com o nosso processo, recorrendo à raiz profunda que nos faz adoecer, trabalhando sobre ela”

Um ponto importante que já encontramos na introdução do livro é que as plantas e ervas não trabalham sozinhas, elas ajudam e acompanham processos de cura conscientes, nos ajudam na medida em que nós mesmas queremos nos curar.

O que esse manual nos propõe é um cuidado ginecológico mais autônomo, de maneira alguma ele se propõe a substituir as práticas médicas, o que mais aprendemos é como funcionamos, como usar o poder das ervas e como podemos usar a sabedoria ancestral para equilibrar nosso ser a partir do nosso útero - também conhecido como “o coração da mulher”, por guardar nossas energias criativas e ser o ponto central de nossas emoções.

“Muitas vezes nossos parceiros e médicos conhecem nossa vulva e vagina antes da gente”

Quando olhamos para nossa energia sexual sem uma visão fragmentada, ficamos mais próximas de encontrar o equilíbrio com a totalidade do nosso ser. Tudo está conectado e temos o poder e a força de nos curarmos em muitos sentidos, a partir de observações e rituais simples, prevenindo problemas futuros e vivendo em paz com a mulher que somos.

Segue um spoiler do índice para vocês espiarem um pouquinho do que vão encontrar nessa maravilhosidade:

-Capítulo 1:Corpo e energiauma declaração de princípios

-Capítulo 2:A mulher e a medicina -a usurpação da nossa sexualidade

-Capítulo 3:Descolonizar o nosso corpoautodeterminação perante o patriarcado e a medicina

-Capítulo 4:Do it yourself -saúde por e para mulheres

-Capítulo 5:As plantas medicinais -preparação

-Capítulo 6:Alimentação -mulheres que alimentam: fonte nutritiva, criadora e vital

-Capítulo 7:Útera -espaço sagrado

-Capítulo 8:Ciclo menstrual -a roda da vida

-Capítulo 9:Os hormônios -os nossos mensageiros de energia

-Capítulo 10:Fertilidade -sementes criadoras em expansão

-Capítulo 11:Gestação, parto e amamentaçãorecuperar a nossa força ancestral

-Capítulo 12:A plenopausa -segunda primavera

-Capítulo 13:Infecções ginecológicas

-Capítulo 14:Câncer -um olhar integrado

-Capítulo 15:Aborto ou perda gestacional -cuidados posteriores

-Capítulo 16:A matriz ferida- ao reencontro com a Mãe

Vamos ler muito e mergulhar no autoconhecimento e no autocuidado que vem de séculos atrás e que tentaram apagar, mas nós vamos resgatar e usar com muita honra, retomando nosso poder sobre nós mesmas. A partir do momento que fazemos isso, estamos abrindo caminho não só para nós, mas para as mulheres das próximas gerações. Vamos juntas!



últimos posts

novembro consciente: é tempo de praticar nossos conhecimentos | pantys
novembro consciente: é tempo de praticar nossos conhecimentos

Hoje listamos 5 passos para atravessarmos esse mês cheio de promoções com a plenitude de uma mulher do futuro, que escolhe as empresas com as quais se envolve com consciência.

ler mais >
período fértil: a fase mais alto astral do nosso ciclo | pantys
período fértil: a fase mais alto astral do nosso ciclo

Nosso corpo nos envia vááários sinais de que está ovulando e, quando aprendemos a ler essas mensagens, temos o poder de viver da melhor forma possível essa fase que é pura vida e alto astral.

 

 

ler mais >
obrigada, corpo meu! | pantys
obrigada, corpo meu!

E se a gente experimentasse recuperar um pouco a visão de criança de que o corpo é um instrumento que nos ajuda a viver o que queremos? Hoje fazemos uma verdadeira viagem de volta para o futuro.

ler mais >

cool. absorbing. obvious.