6 produções audiovisuais com protagonismo feminino | Pantys

6 produções audiovisuais com protagonismo feminino

A pesquisa It’s a Man’s (Celluloid) World, coordenada pela Dr. Martha M. Lauzen, revela que o número de filmes com protagonistas mulheres subiu 9% em Hollywood em comparação com 2018. O dado aponta uma realidade que já era perceptível: o protagonismo feminino nas produções audiovisuais está aumentando.

Entretanto, a questão é um pouco mais complexa do que parece, afinal, apesar do aumento da presença feminina nas produções ser importante, até que ponto os novos papéis estão combatendo os estereótipos de gênero?

Esse mesmo estudo revelou que homens costumam representar personagens relacionados ao trabalho — uma proporção de 60% a 40% —, enquanto as mulheres ainda recebem mais papéis relativos à vida pessoal. Ou seja, ainda há muito espaço para mudanças no audiovisual.

Mas, nós também sabemos que existem muitas produções inspiradoras com protagonistas mulheres. Por isso, criamos essa lista que transborda empoderamento feminino <3

3 filmes com protagonismo feminino

Nada como assistir aos filmes com mulheres fortes, não é mesmo? Pode ser uma animação, uma história real ou ficção: a gente termina super inspirada e com vontade de mudar o mundo! Confira três filmes que merecem toda a sua atenção.

Enola Holmes

Enola Holmes é um dos filmes de mulheres fortes da Netflix. Lançado em 2020, ele é protagonizado e co-produzido pela querida Millie Bobby Brown. A produção conta a história da jovem adolescente que está em busca de sua mãe desaparecida.

Além do protagonismo feminino, o longa aborda questões como a falta de liberdade das mulheres na Era Vitoriana. Ah, e o sobrenome não uma coincidência: Enola é irmã do detetive Sherlock Holmes ;)

Mulheres do século XX

Se você está em busca de filmes sobre feminismo, Mulheres do século XX é uma boa escolha. A história se passa na Califórnia e conta com três protagonistas mulheres que nasceram em décadas diferentes: 1920, 1950 e 1960.

O filme aborda o diálogo entre as gerações que, muitas vezes, observam o mundo sob lentes diferentes. Além disso, a trama faz um panorama sobre a cultura americana, o feminismo e a maternidade.

Mary Shelley

Você sabia que Frankenstein foi escrito por uma mulher? Mary Shelley, filha do filósofo William Godwin e da feminista e escritora Mary Wollstonecraft, foi uma escritora britânica e responsável pela criação da obra, mas sua autoria só foi reconhecida na segunda edição do livro.

O filme conta a história de Shelley e retrata as perdas e abandonos que acontecem durante sua vida. A trama também mostra o romance entre Mary e Percy Shelley, o poeta com quem ela se casou e que serviu de inspiração para sua obra literária.

3 séries com protagonismo feminino

Além dos filmes femininos, também é possível encontrar mulheres protagonistas em muitas séries. Inclusive, esse tipo de produção permite, em muitos casos, a criação de personagens mais complexas, desenvolvendo suas personalidades ao longo das temporadas <3

Coisa Mais Linda

Se você está em busca de uma produção nacional com protagonismo feminino, Coisa Mais Linda é a escolha certa. A série conta a história de quatro mulheres que, juntas, encontram força para lutar pela própria independência na sociedade conservadora da década de 1950.

Até o momento, a série conta com duas temporadas, e a produção consegue mostrar diferentes realidades, além de levantar questões importantes e extremamente atuais, como racismo, machismo e feminicídio.

Gilmore Girls

Gilmore Girls é aquela série com a qual, mais cedo ou mais tarde, a gente acaba se identificando. O protagonismo feminino é duplo e conta a história de Lorelai Gilmore e Rory, sua filha. A trama explora a relação entre as duas e desenvolve a personalidade de ambas ao longo das temporadas.

Balanceando drama e comédia, é o tipo de série mais leve, mas que traz muitos aprendizados sobre situações cotidianas. As protagonistas são fortes, independentes e inspiradoras. Além delas, outras personagens são bem construídas, como Sookie, Paris e Emily Gilmore (mãe de Lorelai).

Scandal

Scandal é uma boa opção de série para quem gosta de tramas com fundo político. A história tem como foco a vida da protagonista Olivia Pope, que trabalha com relações públicas e chefia uma equipe formada por excelentes profissionais.

Se você busca uma personagem forte, altamente qualificada no que faz e com espírito de liderança, está na hora de assistir Scandal. A série foi criada pela roteirista e cineasta Shonda Rhimes, que também é responsável por outros títulos de sucesso, como Greys Anatomy.



últimos posts

síndrome de impostora: nós realmente temos ou nos fizeram acreditar nisso? | pantys
síndrome de impostora: nós realmente temos ou nos fizeram acreditar nisso?

até mesmo a ex-primeira dama dos Estados Unidos, Michelle Obama, falou abertamente sobre já ter vivido com essa síndrome por anos, duvidando de suas conquistas. ok, mas o que é essa síndrome? vamos descobrir juntas!

ler mais >
relacionamento inter-racial: amor, racismo e história | pantys
relacionamento inter-racial: amor, racismo e história

história do Brasil, racismo, colorismo, relações de poder, amor e inseguranças permeiam esse debate. afinal, precisamos lembrar que gosto é construído social e historicamente. então, amiga, vem com a gente, que o papo de hoje tá supercompleto e recheado de reflexões.
ler mais >
por que deixar de fazer networking pode ser um erro fatal na sua carreira? | pantys
por que deixar de fazer networking pode ser um erro fatal na sua carreira?

a experiência de fazer networking para homens e mulheres é completamente diferente. por quê? vem saber tudinho aqui, vem!

ler mais >

cool. absorbing. obvious.