Sexo oral transmite doenças: confira 5 infecções comuns

você sabia que sexo oral transmite doença? explicamos tudinho sobre o assunto

Um estudo realizado pelo Journal of Adolescent Health, em 2018, revelou que menos de 10% dos jovens utilizam preservativo durante o sexo oral. Sabemos que essa atitude também é muito comum entre pessoas adultas. Entretanto, precisamos lembrar que sexo oral transmite doença, sim.

Em geral, as pessoas usam métodos contraceptivos com o objetivo de evitar uma gravidez. Portanto, é muito comum fazer sexo oral sem proteção e colocar o preservativo apenas durante a penetração. Contudo, essa é uma atitude equivocada, porque o contágio por Infecções Sexualmente Transmissíveis  (ISTs) pode acontecer no sexo oral.

Além disso, é importante lembrar que a camisinha é o único método que previne ISTs. Por isso, mesmo quem usa outros meios contraceptivos, como pílula, injeção ou DIU (Dispositivo Intrauterino), não deve dispensar o preservativo. ;)

Preparamos um conteúdo completinho sobre doenças e sexo oral. Vamos juntinhas entender melhor a relação entre os dois assuntos e aprender a nos prevenir?

5 doenças que podem ser transmitidas por sexo oral

O sexo oral transmite doença tanto para quem faz quanto para quem recebe. Por isso, é importante fazer exames periódicos e usar preservativo durante toda a relação, desde as preliminares até o orgasmo. Abaixo, confira cinco doenças transmitidas por sexo oral.

sífilis

A doença é caracterizada pelo surgimento de lesões nos órgãos genitais e em todo o corpo. O contágio por sexo oral é muito comum, não sendo necessário apresentar lesão ou ferida, apenas o contato da pele é suficiente para que a bactéria seja transmitida. Vale ressaltar que o risco de transmissão aumenta em caso de ejaculação. 

Além disso, é importante lembrar que a sífilis pode ser assintomática, ou seja, a pessoa é portadora da bactéria, mas provavelmente não sabe, já que não apresentou sintomas da doença. Contudo, ela pode transmitir o micro-organismo. Por isso, é tão necessário usar preservativo. ;)

gonorreia

A gonorreiapodeprovocar sintomas como corrimento vaginal, inflamação do canal urinário, e pode, nas formas mais graves,podendo estender-se para outros órgãos do corpo podendo levar à doença inflamatória pélvica e infertilidade.. Elapode tantoapresentar sintomas, como dor ao urinar e dor durante a relação sexual,mas costumacomo tambémser assintomática em mulheres, podendo causar infertilidade.

A transmissão podeacontecer tanto por quem recebe quanto quem pratica o sexo oral, e o contato com a ejaculação ou a secreção éaindamais infectante. Além disso, é importante lembrar que apenas o contato entre as duas pessoas já é suficiente para a transmissão, sem haver necessidade de lesões aparentes no corpo.

herpes

Bom, agora você já deve ter percebido que é possível, sim, adquirir umaDST por sexo oral, né? A herpes é um exemplo comum de que sexo oral transmite doença. Ela caracteriza-se pelo surgimento de lesões dolorosas que podem estar localizadas na boca ou nos órgãos genitais.

Um tempo atrás, era comum dizer que herpes tipo 1 era oral e tipo 2 genital. Porém, a prática do sexo oral pode resultar na presença do tipo 2 em cavidade bucal. Isso porque a transmissão da doença é feita quando há contato com a ferida, ou seja, tanto pelo beijo quanto pelo sexo oral.

HPV

OHPV (vírus do papiloma humano) é uma IST que atacaas preferencialmente a regiões mucosas (oral, genital e anal) de homens e mulheres.Cerca de 30% a 40%A minoriados infectados apresentam evidências lesões físicas, como uma verrugas nos órgãos genitais, por exemplo. A transmissão pode ocorrer pelo contato de toda região pubiana e também saco escrotal, por isso, preservativo diminui o risco de doença, mas não o anula.

Em casos de lesão primária, a carga viral é muito alta, sendo possível transmitir a infecção apenas por meio da fricção da região. Então, amiga, mantenha atenção redobrada, hein?!

hepatite (A, B, C)

Cada hepatite atua de uma maneira diferente, mas elas podem, sim, ser transmitidas durante o sexo oral, principalmente quando há contato com sêmen e outras secreções corporais.

A hepatite C, por exemplo, é transmitida pelo contato com sangue contaminado, que costuma acontecer por meio do compartilhamento de agulhas e seringas. No entanto, o contato com sangue durante a relação sexual também é uma possibilidade, caso exista um corte não cicatrizado,ou pela própria escoriação causada pelo atrito da pelepor exemplo.

como prevenir?

Em alguns casos, apenas o contato entre a pele já é capaz de transmitir as ISTs. Por isso, a melhor maneira de proteger o seu corpinho das infecções é fazendosexo oral com camisinha, amiga! Isso vale tanto para relações heterossexuais quanto homossexuais.

Alguns fatores merecem atenção: evite fazer sexo oral caso haja algum ferimento em sua boca, porque ele pode facilitar a entrada de micro-organismos no corpo. Se existir algum sinal de IST nos órgãos genitais, vale a pena marcar uma consulta com a sua ginecologista para investigar.

Ahh, não podemos esquecer que existem os casos assintomáticos, que tornam o uso de preservativo ainda mais importante. Afinal, mesmo sem sintomas, é possível transmitir ou contrair as doenças. Então, já está na hora de experimentar e buscar a melhor maneira decomo fazer sexo oral com camisinha. ;)

saúde em primeiro lugar <3

Atualmente, existem tratamentos para todas as ISTs, mas isso não significa que todas elas são curáveis. Portanto, é importante, sim, colocar a saúde do seu corpinhoo em primeiro lugar e lembrar que sexo oral transmite doença.

Mesmo no calor do momento, não deixe de usar o preservativo. Esse é um ato de cuidado e amor com a sua saúde. Pode contarcom a gente para encontrar mais informações de qualidade sobre saúde feminina! Seguimos nessa jornada. <3 


cool. absorbing. obvious.