Afinal, você sabe por onde sai a menstruação? | Pantys

organismo e anatomia feminina: você sabe por onde sai a menstruação?

O nosso conteúdo de hoje começa com uma pergunta importantíssima: você sabe por onde sai a menstruação? Ainda que a resposta seja óbvia para muitas pessoas, tem gente que não consegue entender, com muita clareza, a estrutura da anatomia íntima feminina.

Aqui, na pantys, nós concordamos que cada corpo é único porque, felizmente, somos cheias de diferenças. Mas, é claro, que também temos muuuito em comum, seja com relação aos processos internos ou mesmo com as características físicas ligadas à anatomia feminina.

E para amarrar esse assunto de um jeitinho simples, vamos abordar três tópicos compartilhados pelas mulheres quando o assunto gira em torno dos processos ginecológicos e da região íntima:

  • como a menstruação é formada;
  • o canal por onde sai a menstruação,
  • a estrutura da anatomia da vagina.

o que acontece no organismo da menstruação descer?

Todo mês o nosso corpo se prepara para uma gravidez. Para isso, o organismo cria o endométrio, um tecido que reveste a parte interna do útero, em que o feto se desenvolve quando ocorre uma fecundação, ou seja, quando ficamos grávidas. Tudo certo até aqui?

Tá, mas e quando a gravidez não acontece? Nesse caso, o corpo precisa encontrar uma maneira de se livrar do endométrio, já que nenhum feto será fixado nele. É aí que acontece a menstruação. Ou seja, o nosso fluxo nada mais é do que aquela camada interna do útero.

e por onde o fluxo sai?

Agora que você já sabe o básico sobre a formação do fluxo, é hora de entender por onde sai a menstruação, algo que, embora pareça óbvio para algumas pessoas, para outras não é tão claro. E nós podemos provar.

Quem aí assistiu ao Big Brother Brasil 2020? A Gabriela Martins, participante da edição mais recente do reality show, usou um absorvente interno em uma prova de resistência como uma alternativa para absorver o xixi. Assim, a sister não teria que abandonar a competição para ir até o banheiro.

O que a Gabi não sabia é que o canal por onde sai a urina é diferente do canal por onde sai a menstruação. Ou seja, de nada adianta usar absorvente interno para segurar o xixi, já que a urina e a menstruação vêm de lugares diferentes. É sobre isso que vamos falar agora. Vem com a gente, amiga ;)

canal vaginal: o caminho percorrido pelo fluxo menstrual

Sim, amiga! A vagina é o lugar por onde sai o sangue da menstruação. Mas calma, pois, a gente te explica bem direitinho para que não restem dúvidas. Afinal, autoconhecimento é tudo!

Existe um órgão chamado canal vaginal. Ele tem origem lá no colo do útero e termina na vulva. Além de ser o canal por onde sai o fluxo menstrual, é por lá que o bebê passa, durante um parto normal, e onde acontece a penetração durante uma relação sexual.

E tem mais, amiga: é lá que fica o hímen, que tem a função de proteger a parte interna do canal. Ele nada mais é do que uma membrana fininha que, geralmente, se rompe nas primeiras relações sexuais com penetração.

Tudo certo até aqui? Bom, se o fluxo menstrual sai pela vagina, depois de percorrer o canal vaginal, por onde é que sai o xixi? E de onde ele vem? Para responder essas questões, vamos explorar um pouquinho mais a anatomia íntima ;)

uretra

O xixi é liberado pela uretra, um canal que começa lá na bexiga (sem ter nenhuma relação com o útero) e termina na parte mais superior da vulva, formando um orifício bem pequenininho.

vulva

Essa é a região externa que envolve os pequenos e grandes lábios, o clitóris, a abertura da uretra e a da vagina.

clitóris

O clitóris é um pequeno órgão que fica localizado mais acima da abertura da uretra. Quando estimulado, ele é capaz de gerar uma imensa sensação de prazer que pode levar ao orgasmo.

monte de vênus ou púbis

É aquela área triangular que fica acima da vulva. É ali que os primeiros pêlos começam a surgir durante a puberdade.

E aí amiga, conseguiu entender a diferença entre a saída da menstruação, do xixi e o básico da anatomia íntima feminina? A importância do autoconhecimento é gigantesca! Ela está diretamente relacionada ao empoderamento, à quebra de tabus, à liberdade de explorar a si mesma e ao prazer.

Além disso, o autoconhecimento pode se mostrar fundamental em uma consulta ginecológica, por exemplo. Na hora de bater um papo com o seu médico, o ideal é ser o mais precisa possível sobre as mudanças que vão surgindo ao longo da vida e, nesse caso, conhecer bem o seu corpo pode fazer uma baita diferença. No mais, continue contando conosco para trilhar a jornada do autoconhecimento, amiga <3


conteúdo revisado pela ginecologista:

Dra. Grace Paula, CRM: 5995

instagram: @dragracemonteiro

o nosso portal menstrual é totalmente focado em fins educacionais e não se destina à tomada de decisões médicas. qualquer dúvida específica sobre sua saúde, entre em contato com seu ginecologista ou médico para maiores esclarecimentos, ok?



cool. absorbing. obvious.