o que corta o efeito do anticoncepcional: 5 fatores que diminuem a eficácia da pílula

Quem aí toma pílula para evitar uma gravidez indesejada? Embora este seja um método contraceptivo seguro, há uma lista de fatores que pode colocar a eficácia desse comprimido em risco. Por isso, a pergunta de hoje é: você sabe o que corta o efeito do anticoncepcional?

Nós, da pantys, fomos descobrir, e a resposta pode ser bem abrangente. Ela vai um pouco além do uso de antibióticos, envolvendo alguns problemas de intestino, consumo de certos tipos de chá, quadros de vômito e diarreia. Vamos juntinhas entender melhor o que corta o efeito do anticoncepcional?

1 - interação medicamentosa

A interação medicamentosa nada mais é do que a interferência que o efeito de um medicamento causa sobre a ação de outra medicação. Ou seja, quando você toma dois remédios ao mesmo tempo, é possível que um diminua a eficácia do outro.

Além disso, é válido citar que o consumo de bebidas alcoólicas ou o uso de drogas ilícitas também pode comprometer o efeito de um medicamento que você esteja tomando, inclusive da pílula.

antibiótico x pílula anticoncepcional

Quando o assunto é interação medicamentosa, logo pensamos na relação do antibiótico com o concepcional. Afinal de contas, o antibiótico corta o efeito do anticoncepcional?

Sim, amiga! Esse fenômeno acontece porque a concentração de hormônios que tem dentro da pílula é afetada pelo efeito que o antibiótico produz no organismo. Mas, não são todos, tá? Apenas as rifamicinas, incluindo a rifampicina, podem comprometer o efeito do comprimido.

Além dos antibióticos citados acima, os anticonvulsivantes entram na lista de remédios que cortam o efeito do anticoncepcional. Por isso, sempre que você precisar tomar alguns desses medicamentos, o ideal é usar camisinha caso tenha alguma relação sexual sete dias após o consumo da última dose de pílula.

Mas as dúvidas não param por aí! Há quem questione se o antidepressivo ou o antialérgico corta o efeito do anticoncepcional. A boa notícia é que esses remédios não reduzem a eficácia da pílula. Ou seja, nesse caso, pode ficar tranquilinha ;)

2 - problemas no intestino

Alguns problemas de intestino também entram na lista de causas quando o assunto envolve o que corta o efeito do anticoncepcional. A doença de Crohn, por exemplo, que é uma complicação inflamatória, pode colocar a ação da pílula em risco.

Isso acontece porque o intestino delgado passa a ter dificuldades para absorver completamente os hormônios contidos na pílula e, consequentemente, pode acabar diminuindo o efeito do comprimido.

Se esse é o seu caso, o melhor é marcar uma consulta com um ginecologista e procurar saber mais sobre outras opções de medidas contraceptivas, combinado? Assim, fica mais fácil encontrar o anticoncepcional ideal para o seu organismo e, claro, evitar a surpresa de uma gravidez não planejada ;)

Ah, além disso, mulheres que passam por cirurgias bariátricas também devem ficar bem atentas para ter certeza de que o anticoncepcional está funcionando direitinho. Muitas costumam procurar orientação psicológica após esse tipo de procedimento porque o mesmo pode comprometer a eficácia do comprimido.

3 - descuido com a pílula

“Esqueci de tomar a pílula anticoncepcional por um dia. Tem problema?” Sim, amiga! Deixar de tomar o comprimido por apenas um dia, ou tomá-lo em horários muuuito diferentes, já desenvolve um fator de risco para uma gravidez indesejada.

Por isso, pegue o seu caderninho e anote aí esta dica: coloque o celular para despertar todos os dias, no mesmo horário. Assim, você toma o comprimido diariamente e sempre no mesmo período ;)

Caso você esqueça mesmo assim, o indicado é ler a bula da sua pílula anticoncepcional para entender o que é melhor ser feito nesses casos. Além disso, se você tiver escapes e a menstruação ficar desregulada, vale bater um papo com o seu ginecologista, tá?

4 - consumo de alguns tipos de chás

Quando o assunto é o que corta o efeito do anticoncepcional, também é importante ficar de olho em alguns tipos de chá. Os diuréticos, como os de cavalinha ou de hibisco, por exemplo, podem colocar em jogo o efeito da pílula quando consumidos em excesso, isto é, mais ou menos umas cinco xícaras.

Isso acontece porque o corpo não tem tempo suficiente para absorver os hormônios da pílula anticoncepcional, já que, logo, são expelidos pelo xixi, em razão do consumo do chá.

Ah, e além dos diuréticos, o chá de hipericão, que, geralmente, é usado para ajudar a diminuir a ansiedade e os sintomas depressivos, também pode cortar o efeito da pílula. Então, caso você consuma este chá para fins terapêuticos, o melhor é recorrer a outro método contraceptivo.

5 - quadros de vômitos e diarreias

É importante citar que o quadro de vômito ou diarreia corta o efeito do anticoncepcional. Se ele ocorre até quatro horas depois da ingestão da pílula, é meeega importante consultar a bula e fazer o que é indicado nesses casos.

O escape é um dos sinais mais comuns de que o efeito da sua pílula anticoncepcional foi cortado, seja por medicamentos, alguns tipos de bebidas ou mesmo porque você esqueceu de tomá-la.

Nesse caso, é importante usar camisinha durante as relações sexuais. E se você está se sentindo muito insegura, vale conversar com o seu ginecologista de confiança. Se cuida, amiga <3


conteúdo revisado pela ginecologista:

Dra. Mirian Marcotti. CRM: 76421

instagram: @clin_climed

o nosso portal menstrual é totalmente focado em fins educacionais e não se destina à tomada de decisões médicas. qualquer dúvida específica sobre sua saúde, entre em contato com seu ginecologista ou médico para maiores esclarecimentos, ok?



deixe um comentário

os comentários precisam ser aprovados antes de postarmos, ok?

Este site é protegido por reCAPTCHA e a Política de privacidade e os Termos de serviço do Google se aplicam.