o que fazer para diminuir a cólica menstrual? confira 5 opções

Quem tem cólica sabe que é uma dor mega chata que vai e volta por horas ou dias. Além disso, é um incômodo que pode ser intenso e comprometer a qualidade de vida, além de impedir a realização de atividades rotineiras. Mas a boa notícia é que existem diferentes maneiras de aliviar o desconforto. Vamos descobri-las juntas? Então, confira o que fazer para diminuir a cólica menstrual ;)

bolsa de água morna pode ajudar bastante

Quando o assunto é o que fazer para diminuir a cólica, a utilização da bolsa térmica é aquela dica clássica, antiga e muito eficaz. E o melhor é que ela pode ser facilmente encontrada em farmácias, constitui o kit de primeira menstruação pantys e também pode ser comprada individualmente no nosso site.

Para colocá-la em prática, basta encontrar uma posição confortável e, em seguida, encostar a bolsa com água morna no pé da barriga. Ao realizar a compressa para cólica menstrual com água morna, o calor estimula a dilatação dos vasos sanguíneos, aumentando a circulação na região, fator que ajuda a relaxar os músculos e, consequentemente, amenizar o impacto das contrações musculares que causam dor.

Caso o incômodo também atinja as costas, na região da lombar, vale molhar uma toalha de corpo com água morna, ou aquecer um tecido com ferro de passar roupa e enrolá-lo um pouco abaixo da área da cintura, envolvendo as partes mais afetadas pelas cólicas.

chá é uma boa ideia

O consumo de chás é uma das maneiras de como diminuir a cólica. Entre os mais indicados estão a camomila, a valeriana e o gengibre. Eles possuem propriedades tranquilizantes e anti-inflamatórias que podem aliviar o desconforto no pé da barriga.

E já que o assunto desse tópico é o consumo de bebidas, vale frisar a importância de evitar a cafeína, seja por meio do café, bebidas como refrigerantes de cola, mates, chá preto ou energéticos, além dos alimentos altamente gordurosos, como o chocolate, por exemplo.

anti-inflamatórios para dores intensas

Caso as cólicas sejam intensas, é possível fazer uso de medicamentos anti-inflamatórios após avaliação ginecológica, já que as dores fortes podem indicar complicações de saúde, como a endometriose, por exemplo.

Vale ressaltar, que os anti-inflamatórios não devem ser usados por longo período, pois podem prejudicar o funcionamento de alguns órgãos como rins e fígado, além de desequilibrar a produção de alguns hormônios.

espante a preguiça e reserve um tempinho para a prática esportiva

Praticar exercícios físicos com cólicas intensas não parece uma boa ideia, né? Por isso, o ideal é fazer atividades físicas regularmente. Isso não quer dizer, necessariamente, que você precisa ir à academia todos os dias.

Fazer natação ou algum outro esporte de duas a três vezes na semana já ajuda muito. Além disso, se você tem uma rotina corrida, vale apostar nos treinos em casa.

A prática esportiva é uma maneira de como diminuir a cólica menstrual a longo prazo porque ela libera endorfina, um hormônio que funciona como um analgésico, aliviando as tensões musculares.

Ah, e não para por aí! Essa substância também eleva a sensação de bem-estar, ou seja, além de amenizar as cólicas, também diminui os efeitos da TPM, como aquele estresse repentino e a ansiedade, sabe? Dessa forma, é benefício em dose dupla. Que tal colocar um look confortável e separar, ao menos, meia hora do dia para se movimentar? Vai fundo, amiga! ;)

massagens, óleos essenciais e acupuntura são alternativas

Outra maneira de como aliviar cólica menstrual é apostar nas massagens, óleos essenciais ou na acupuntura. No primeiro caso, vale fazer movimentos suaves no abdômen e no pé da barriga para diminuir o desconforto, amenizando a tensão muscular e a circulação sanguínea.

Os óleos essenciais associados a massagem abdominal também podem ajudar a aliviar as cólicas menstruais. O uso de óleo vegetal de semente de uva e óleo essencial de lavanda são boas opções.

A acupuntura também é uma alternativa. As agulhadas em pontos estratégicos, como região abdominal e lombar, ajudam a liberar endorfina e aliviar a tensão. Nos dois casos, é necessário a realização por profissionais qualificados para evitarmos efeitos contrários, e piora da dor.

e por que temos cólica?

Além de saber o que fazer para diminuir a cólica, que é dividida em duas classificações, é importante entender como ela é provocada. A cólica primária, considerada uma reação normal do ciclo menstrual, é causada pela produção da prostaglandina, que faz o útero contrair para a eliminação do endométrio, provocando o sangramento menstrual.

Já a secundária, que provoca uma dor intensa e muitas vezes incapacitante, é causada por alguma patologia, como endometriose, miomas uterinos e alterações ovarianas, por exemplo. Caso você tenha cólica menstrual muito forte de maneira recorrente, é importante procurar a ajuda de um ginecologista para ter um diagnóstico, combinado? Estamos juntas nessa e até a próxima <3


conteúdo revisado pela ginecologista:

Dra. Gabriella Iuorno Hayasaki , CRM 5295507-8

Instagram: @dragabriellaiuorno

o nosso portal menstrual é totalmente focado em fins educacionais e não se destina à tomada de decisões médicas. qualquer dúvida específica sobre sua saúde, entre em contato com seu ginecologista ou médico para maiores esclarecimentos, ok?



deixe um comentário

os comentários precisam ser aprovados antes de postarmos, ok?

Este site é protegido por reCAPTCHA e a Política de privacidade e os Termos de serviço do Google se aplicam.