em nosso aniversário de três anos, um presente para o planeta

em nosso aniversário de três anos, um presente para o planeta

calcinha-absorvente-pantys-impacto-carbono

Foi em 2017 que a nossa jornada começou. Sempre estivemos conectadas com a busca pela sustentabilidade — afinal, nossas calcinhas foram criadas para reduzir a quantidade imensa de absorventes descartáveis lançados diariamente no mundo.

E é por isso que nossa comemoração desse ano é especial. Além de celebrar a comunidade linda que conseguimos criar, também estamos comemorando uma novidade super especial. Você está preparada?  

Passamos a neutralizar a emissão de carbono das nossas calcinhas! Sim! E a gente vai explicar como.

Muitas atividades do nosso dia a dia emitem gases do efeito estufa, esses gases formam uma “camada” na atmosfera, dificultando a passagem do calor do planeta para o espaço, contribuindo para a mudança climática. Então fomos atrás de entender qual era a nossa pegada de carbono — que, basicamente, é o cálculo em Kg de gases de efeito estufa emitidos durante toda a vida do produto, desde a extração da matéria-prima até sua decomposição.

Pra começar, contamos com o apoio de quem entende do assunto, ou seja, trabalhamos bem pertinho da waycarbon, empresa referência sustentabilidade e gestão do clima. Mergulhamos de cabeça na missão de medir, reduzir e compensar nossas emissões.

Rastreamos e medimos as emissões de materiais, transporte, produção, embalagem, uso e descarte de todos os modelos de nossas calcinhas. O estudo foi complexo e detalhado, mas conseguimos:

por que uma “etiqueta” carbono neutro?

A etiqueta carbono neutro foi a forma que encontramos de comunicar, de forma simples, o impacto em cada etapa da produção. A gente fala tanto sobre tomar boas decisões relacionadas aos impactos ambientais, mas como vamos fazer isso se não temos acesso às informações necessárias? Pensamos em uma etiqueta que tivesse a função parecida com a tabela nutricional na embalagem dos alimentos, sabe?

como isso é diferente do que algumas empresas já fazem?

Algumas empresas já realizam a medição dos gases que provocam o efeito estufa, mas fomos além e assumimos responsabilidade por todo o ciclo de vida das nossas calcinhas, desde a matéria-prima até o descarte! Mergulhamos bem fundo para entender a nossa *pegada de carbono*, que é o cálculo em kg equivalente a quantidade de CO2 emitido durante toda a vida dos nossos produtos. Descobrimos que a média entre todos os modelinhos é 1,18 Kg CO2e, mas vale conferir a pegada de cada calcinha, na página do produto, viu?

reduzir e compensar

O próximo passo era, então, reduzir e compensar, né? Então, lembra daquela camada na atmosfera que explicamos no início? A cada Kg de CO2 equivalente, investimos em projetos que neutralizam essa emissão, criando, assim, um equilíbrio nos gases que vão para atmosfera. Dessa forma, compensamos o nosso impacto investindo em iniciativas como preservação de florestas e geração de energia sustentável.

Especial, né? Agora vem com a gente conhecer os projetos apoiados:

  • florestas - preservação da floresta amazônica - pará

Temos muito amor pela floresta que é lar para tantos animais, plantas e pessoas, por isso apoiamos o projeto de proteção da área da floresta amazônica localizada no município de Paragominas, um dos lugares com maior índice de desmatamento da região. Preservando essa área, garantimos que o CO2 deixe de ser emitido para atmosfera, evitando a mudança climática. Além de apoiar comunidades locais e contribuir para diversidade do planeta.

  • redução de emissão no aterro sanitário de manaus

O projeto de carbono implementado no aterro municipal de manaus consiste na coleta do gás de aterro e em seu aproveitamento para a geração de energia elétrica. A energia gerada substitui a eletricidade por meio da utilização de combustíveis fósseis. Assim, o projeto promove a redução de emissões de GEE por meio da destruição do metano (CH4) presente no biogás e da produção de energia renovável. Uau, demais, né?

  • energia eólica complexos ventos araripe

Esse projeto aqui consiste na implantação e operação de usinas eólicas no nordeste do Brasil. Todos as usinas fornecerão eletricidade limpa ao sistema interconectado nacional (SIN). É um projeto que reduzirá as emissões de gases de efeito estufa (GEE), evitando a geração de eletricidade por fontes de combustíveis fósseis.

É um passo e tanto, né? É a certeza que estamos no caminho certo. E como felicidade só é real quando compartilhada, aqui está nosso muito obrigada por fazer parte dessa jornada mágica e sustentável com a gente!

movimento #qualpegadatemminharoupa

Acreditamos em um mundo onde as consumidoras tenham o acesso às informações necessárias para tomarem decisões que tragam impactos positivos para o meio ambiente. Então, fica aqui o nosso convite para que cada uma reflita um pouquinho sobre a pegada de carbono dos produtos que consome e incentive também outras marcas a participarem desse movimento tão importante de transparência e cuidado com o planeta!

Vamos bem juntinhas?



últimos posts

síndrome de impostora: nós realmente temos ou nos fizeram acreditar nisso? | pantys
síndrome de impostora: nós realmente temos ou nos fizeram acreditar nisso?

até mesmo a ex-primeira dama dos Estados Unidos, Michelle Obama, falou abertamente sobre já ter vivido com essa síndrome por anos, duvidando de suas conquistas. ok, mas o que é essa síndrome? vamos descobrir juntas!

ler mais >
relacionamento inter-racial: amor, racismo e história | pantys
relacionamento inter-racial: amor, racismo e história

história do Brasil, racismo, colorismo, relações de poder, amor e inseguranças permeiam esse debate. afinal, precisamos lembrar que gosto é construído social e historicamente. então, amiga, vem com a gente, que o papo de hoje tá supercompleto e recheado de reflexões.
ler mais >
por que deixar de fazer networking pode ser um erro fatal na sua carreira? | pantys
por que deixar de fazer networking pode ser um erro fatal na sua carreira?

a experiência de fazer networking para homens e mulheres é completamente diferente. por quê? vem saber tudinho aqui, vem!

ler mais >

cool. absorbing. obvious.