consciência corporal e autoconhecimento para se reconectar

Conexão corpo e mente. Autoconhecimento. Percepção. Sentidos aguçados. Intuição. Respiração. Inspira, expira, não pira. A rotina agitada às vezes nos rouba coisas que nem sabíamos que eram importantes para nós. Uma delas é a consciência corporal, que pode mudar completamente a forma como nos relacionamos com nós mesmas.

Se você procurar o conceito de consciência corporal na internet, encontrará muitos textos que falam principalmente da relação do seu corpo com o espaço. Ou seja, pessoas que costumam bater em mesas e outros objetos com frequência sem querer ao longo do dia. Sabe o famoso: “De onde veio esse roxo?” Então!

Essa é uma das formas da falta de consciência corporal aparecer no nosso dia a dia. Por não termos noção do espaço que ocupamos, esse tipo de acidente acontece frequentemente.

No entanto, a definição de consciência corporal vai muito além disso. É sobre se conectar com o seu organismo, entender os seus sinais e estar atenta ao que ele quer dizer.

A nossa desconexão acontece na rotina

Sabe aquela pessoa que não toma um remédio para dor de cabeça porque sabe que aquele é um sinal de que sua TPM está chegando e logo vai passar? Isso tem tudo a ver com a conscientização corporal! Quando entendemos os sinais do nosso organismo, lidamos com eles de forma mais assertiva.

Com a rotina corrida e com os diversos compromissos, porém, paramos de escutar o nosso corpo. Se a cabeça dói ou a coluna reclama, tratamos de tomar um remedinho que ajuda a curar o sintoma, mas não a razão do problema. Com isso, alimentamos um ciclo em que nos ignoramos constantemente.

Isso também faz com que, muitas vezes, não gostemos do nosso corpo. A gente reclama quando tem uma dor, mas não pensa que talvez isso seja um sinal de que alguma outra coisa pode não estar bem. Então, quando algo dói ou nos sentimos mal, ficamos ainda mais frustradas ou bravas com o nosso organismo.

O nosso corpo fala, vamos tentar escutar?

Não estamos querendo dizer que você não pode tomar aquele remedinho que vai ajudar com a dor de cabeça, a cólica ou a dor no quadril. No entanto, quando estamos conectadas com nós mesmas, conseguimos entender melhor de onde esses sinais estão vindo.

Uma dor nas costas pode ser a consequência de anos sentando com uma postura ruim. Ou seja, a melhor forma de mudar isso efetivamente é melhorando a postura. Assim, você terá um resultado satisfatório a longo prazo. A dor de cabeça pode ser um reflexo da mandíbula, que está sempre contraída por causa do estresse.

Está vendo como entender a raiz do problema é importante? Você percebe o que está causando os incômodos e atua de forma efetiva na sua melhora. Além disso, uma boa conexão entre corpo e mente é essencial para que toda essa percepção aconteça. Vale lembrar: consciência corporal e estilo de vida saudável estão super ligados!

Muitas vezes, uma dor física é o resultado de preocupações emocionais. A sua pele pode ser uma ótima forma de observar isso. Algumas pessoas, inclusive, possuem quadros que parecem alérgicos, mas surgem em certas ocasiões, como momentos de pressão, ansiedade ou estresse contínuo.

Somos seres cíclicos e em constante mudança

Siim! #SomosCíclicas. Nós, mulheres, estamos mudando o tempo todo. Isso tem tudo a ver com o nosso ciclo menstrual, que possui quatro fases e, em cada uma delas, estamos de um jeito. Nosso corpo também muda constantemente. Por isso, a consciência corporal é uma ferramenta que só pode nos trazer coisas boas.

Comece a se observar mais. Tenha o hábito de se olhar, torne o espelho seu melhor amigo. Você vai perceber como os seus seios mudam quase diariamente, o quadril tem dias que parece estar mais largo, e a cintura, mais fina. O pé e a mão alguns dias estão mais inchados. Por que tudo isso acontece? Quando?

Ao tomarmos consciência de tudo isso, trazemos para a racionalidade, tendo um maior controle sobre o nosso corpo. Entendemos seus sinais. Sabemos que em determinada fase do mês estaremos mais inchadas e isso tem um motivo. E sabemos, também, que depois de alguns dias vamos desinchar.

Sua vida sexual agradece

Entender a sua dinâmica corporal ajuda a entender seu ciclo. É uma via de mão dupla. As duas coisas estão extremamente relacionadas e essa autopercepção também faz com que você veja quando tem mais desejo e quando tem menos. Quando está mais sensível ou não. Esses fatores estão diretamente relacionados com a sua vida sexual.

Agora a conversa ficou interessante, né? Então, vamos lá. Como estão os seus sentidos e o seu autoconhecimento? A consciência corporal te ajuda a se reconectar consigo mesma, o que pode potencializar a sua experiência durante o sexo. Inclusive, isso tem tudo a ver com o orgasmo — ou a falta dele.

O orgasmo está relacionado às emoções, mas também ao seu corpo. É uma relação coração, mente e corpo. Quem tem uma boa autopercepção, sabe quando ele está vindo ou o que fazer para que ele venha. Isso porque entende como o organismo funciona e quais os estímulos necessários para alcançar determinado ponto.

E como alguém sabe tão bem sobre si mesma? Isso mesmo, consciência e construção corporal. Por isso, é importante dedicar um tempo para trabalhar essa relação entre corpo e mente. Explorar novas sensações, entender como você funciona, o que gosta ou não. Só vai te fazer bem, acredite!

Algumas atividades podem te ajudar

Agora que você já sabe os benefícios, provavelmente está se perguntando como fazer isso, certo? Algumas atividades de consciência corporal podem te ajudar e, já adiantamos, atividade física é o X da questão. É uma das melhores formas de se perceber, entender limites e até mesmo superá-los.

Em primeiro lugar, é importante começar a se perceber mais, a todo momento. Sinta-se respirando, perceba seus músculos, veja quando está mais à vontade e quais situações te deixam mais retraída. Foque em como você responde às adversidades. Procure os por quês de tudo isso.

A consciência corporal e qualidade de vida estão totalmente relacionadas. Por isso, separamos algumas práticas que podem te ajudar nesse novo caminho:

Yoga

A yoga é uma daquelas atividades super completas e que só fazem bem, sabe? Ela ajuda a deixar a musculatura forte e a melhorar a postura — dois fatores que andam lado a lado e podem melhorar a sua qualidade de vida significativamente. Além disso, você trabalha habilidades como o equilíbrio e a flexibilidade.

Quando estiver praticando, você precisará estar muito atenta a cada movimento. Isso ajuda a trabalhar o foco e também a prestar atenção na respiração. Você vai perceber rapidamente como consegue sentir o seu corpo, seus músculos e articulações, e como tudo está conectado.

Pilates

O pilates surgiu da necessidade de se unir corpo e mente, justamente o que conversamos durante todo este texto. Ele não é um conjunto de exercícios a ser seguido, mas uma combinação assertiva que leva o aluno a atingir seus objetivos.

Muitas pessoas acabam fazendo pilates por causa de dores na coluna ou em outras partes do corpo. E, bom, não é difícil se apaixonar pela prática. Primeiro, porque ela realmente ajuda a melhorar as dores. Segundo, porque as pessoas percebem como o pilates reflete positivamente em diversas outras áreas.

Assim como na yoga, você vai estar mais atenta à sua respiração. Isso ajuda diretamente na concentração para realizar os exercícios e para lidar com situações estressantes na vida pessoal. Você também irá trabalhar habilidades como a precisão, o equilíbrio e a melhora na coordenação motora. E a musculatura, nem precisamos falar, né?

Meditação

O objetivo principal da meditação é focar no momento presente. Estamos constantemente preocupadas com o que já passou ou com o que está por vir. Mas e o que está acontecendo agora? Pois é! Com o foco na respiração, no inspirar e expirar, a proposta é focar no presente.

Não vamos falar sobre a frase “não pensar em nada, deixar a sua mente vazia”, porque, vamos combinar, isso não é muito realista. Na verdade, é importante perceber quais pensamentos estão aparecendo. Mas essa não é a hora de tentar resolvê-los. Deixe-os ir. Não os prenda. Assim como eles chegaram, também vão embora.

Existem diversos métodos de meditação e vale a pena pesquisar alguns e testar. Assim, você encontrará o que melhor se adapta à sua rotina. Os benefícios estão diretamente relacionados ao autoconhecimento. Pode perceber: quando você se dá alguns minutos no silêncio, focando apenas em você, os resultados são surpreendentes! <3


cool. absorbing. obvious.